Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Greve dos jogadores do Cruzeiro ganha repercussão internacional

Elenco decidiu não se reapresentar em função de atrasos salariais


14/10/2021 13:02

Capa do Diário Olé
Diário Olé, da Argentina, repercutiu mais um capítulo da crise no Cruzeiro (foto: Reprodução)

A paralisação dos jogadores do Cruzeiro  em função de salários atrasados  ganhou repercussão na imprensa internacional. Jornais portugueses e argentinos destacaram mais uma etapa da crise sem fim vivida pelo clube celeste desde 2019, quando foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro.


O tradicional 'Olé', da Argentina, destaca que a Raposa sofre no lado futebolístico e também no econômico/financeiro. "Longe da glória alcançada em nível continental, por exemplo em 1976, quando goleou o River Plate, levantando o troféu da Copa Libertadores", lembra o diário.

Em Portugal, 'O Jogo' e 'A Bola' noticiam que as atividades desta quinta-feira já estão canceladas na Toca da Raposa II. Os veículos reproduzem a forte carta divulgada pelo elenco celeste no início da tarde dessa quarta-feira. Os jogadores afirmaram que "ficou intolerável e injustificável a forma como atletas e funcionários estão sendo geridos".

Quase 24 horas depois da manifestação dos jogadores, o Cruzeiro ainda não se manifestou oficialmente sobre a paralisação. O presidente Sérgio Rodrigues está em Portugal, onde participa de um congresso sobre gestão de futebol. O estopim do novo capítulo da crise celeste estourou no momento em que o mandatário palestrava no evento.

Capa de O Jogo
'O Jogo', de Portugal, reproduziu, na íntegra, carta divulgada pelo elenco celeste (foto: Reprodução)

O vice-presidente do Cruzeiro, Lidson Potsch, disse à reportagem, nessa quarta, que está afastado das funções por conta de uma cirurgia feita nos últimos dias. Em contato feito no início da tarde, ele afirmou que ainda não havia sido informado da manifestação dos jogadores.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade