Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

Cruzeiro: quase pronto para estrear pela Raposa

Cruzeiro confirmou a volta de um velocista aos treinos, Keké, que ainda nem estreou com a camisa celeste


22/09/2021 13:02 - atualizado 22/09/2021 13:12

Recuperado de cirurgia no pé direito, o atacante Keké agora aprimora a forma física no Cruzeiro
Recuperado de cirurgia no pé direito, o atacante Keké agora aprimora a forma física no Cruzeiro (foto: BRUNO HADDAD/CRUZEIRO)


No mesmo dia em que divulgou que o atacante Wellington nem sofreu contusão muscular na coxa direita, que vai impedi-lo de atuar ao menos nas próximas três partidas, o Cruzeiro confirmou a volta de outro velocista aos treinos, Keké, que ainda nem estreou com a camisa celeste. O ex-jogador do Tombense, que passou por cirurgia no pé direito, precisa de tempo para recuperar a forma física, mas vai virar opção para o técnico Vanderlei Luxemburgo na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro.



O próximo compromisso da Raposa será domingo, quando recebe o CSA, às 16h, no Independência. A partida marcará a volta a Belo Horizonte, depois de mandar dois jogos em Sete Lagoas, e terá público, com ingressos a partir de R$ 20 à disposição dos sócios-torcedores – os demais poderão comprar a partir de amanhã, caso não se esgotem.

Mesmo com problemas, a expectativa é que a torcida apoie o time para uma vitória, depois de dois empates seguidos. “Só ver o que a gente fez em campo quando os torcedores estavam presentes. Duas vitórias e um empate, sendo que esse empate seria uma vitória, sob nosso ponto de vista, se não tivesse acontecido aquilo que aconteceu (gol anulado nos descontos contra o Operário-PR). Então, realmente a torcida dá um apoio fora do normal, nos ajuda a correr mais, a buscar o gol, a estarmos mais concentrados defensivamente. Que possa ir em grande número, dentro do que é permitido, para nos apoiar como sempre fez”, afirma o volante e lateral Rômulo, um dos mais experientes do grupo celeste.

Além de Wellington Nem, que se lesionou no fim do primeiro tempo do 1 a 1 com o Vasco, domingo, em São Januário, Luxemburgo não poderá contar com o zagueiro Eduardo Brock e com o atacante Marcelo Moreno. Ambos receberam o terceiro cartão amarelo e cumprem suspensão.

Todos são jogadores importantes, mas o treinador terá de encontrar soluções. Ele vive a expectativa da volta do também atacante Bruno José, um dos destaques da equipe na temporada, mas que não vem jogando devido a incômodo no tornozelo direito, o que amenizaria a ausência de Wellington Nem, que fez 15 jogos com a camisa celeste, sendo oito como titular.

Velocista


Já o caso de Keké exigirá paciência dos cruzeirenses, pois ele não entra em campo desde 29 de maio, quando participou do empate do Tombense com o Paysandu (1 a 1), no Estádio Almeidão, em Tombos, pela primeira rodada do Grupo A da Série C do Brasileiro. No Campeonato Mineiro, marcou seis gols em 10 partidas, chamando atenção da Raposa.

As negociações, porém, travaram justamente por causa do problema físico. Depois de muita negociação, o clube da capital anunciou a contratação e, em 15 de julho, o diretor do departamento médico celeste, Daniel Baumfeld, conduziu a operação de Keké, que desde então passou a ficar sob os cuidados da fisioterapia na Toca da Raposa II. A previsão de volta até o início de outubro deve ser cumprida.
Keké, de 25 anos, começou a carreira no Mogi Mirim e defendeu Veranópolis-RS, Tombense, Vila Nova-GO, Ituano e Figueirense. Ele se destacou nessas equipes por ser um jogador de movimentação e habilidade pelos extremos de campo. Caso consiga um bom desempenho no Cruzeiro, poderá ter o empréstimo ampliado para 2022. (PG)


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade