Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro negocia com executivo do CSA, e torcida protesta: '#PastanaNão'

Executivo do clube alagoano estaria próximo de acordo com o presidente Sérgio Santos Rodrigues


01/06/2021 07:31 - atualizado 01/06/2021 07:35

Rodrigo Pastana está no CSA desde setembro de 2020(foto: Reprodução/Youtube)
Rodrigo Pastana está no CSA desde setembro de 2020 (foto: Reprodução/Youtube)
Após perder André Mazzuco para o Santos, o Cruzeiro segue em busca de um executivo para assumir a diretoria de futebol em meio à disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de conversar com Felipe Ximenes e Alexandre Mattos, o nome da vez na Toca da Raposa II é Rodrigo Pastana, atualmente no CSA de Alagoas.

O interesse do Cruzeiro por Pastana foi noticiado pela Rádio Itatiaia no domingo. Nesta segunda-feira à noite, o jornalista Venê Casagrande, do jornal O Dia, do Rio, informou que as negociações com o executivo do CSA estão avançadas.

“Rodrigo Pastana gostou do que ouviu do Cruzeiro e do projeto apresentado. Agora, o diretor aguarda o documento oficial para conversar com o CSA, seu atual clube. O presidente do Cruzeiro, Sérgio Rodrigues, ligou para Rodrigo Pastana para falar sobre o projeto do clube com o diretor, atualmente no CSA. Felipe Conceição, técnico da Raposa, também chegou a conversar com Pastana”, postou Casagrande no Twitter.

Rejeição

Após o anúncio do avanço nas conversas com o executivo do CSA, torcedores do Cruzeiro iniciaram uma campanha de rejeição ao nome de Pastana com a hashtag #PastanaNão. Nas postagens, cruzeirenses lembram polêmicas do dirigente com jogadores, técnicos e até mesmo faixas expostas por torcidas de clubes onde ele trabalhou, como Paraná, Figueirense, Bahia e Coritiba (montagem abaixo).

Trajetória

Pastana tem formação em direito e longa trajetória na gestão de futebol de clubes sem tanto potencial de investimento. Passou por Grêmio Barueri (2011), Cascavel-PR (2011), Goiás (2011), São José (2011/12), Criciúma (2012/13), Figueirense (2013/14), Bahia (2014), Ceará (2015/2016), Guarani (2016), Paraná Clube (2016/2018), Coritiba (2018/20) e CSA (desde setembro de 2020).

A carreira do executivo é marcada por trabalhos curtos. Os mais longevos foram no Paraná (um ano e nove meses) e no Coritiba (um ano e nove meses). Nos clubes paranaenses, conseguiu acessos à Série A em 2017 e 2019, respectivamente.

Em clubes onde teve passagens mais curtas, Pastana também conseguiu acessos (veja na lista abaixo).

Polêmica com Argel

Em setembro do ano passado, o técnico Argel Fucks foi demitido do CSA pouco antes da contratação de Rodrigo Pastana. Em áudios vazados, o treinador afirmou que o clube fazia um favor ao dispensá-lo, uma vez que o pouparia de trabalhar com o executivo.

Argel e Pastana havia trabalhado juntos no Figueirense, em 2014, e no Coritiba, em 2019.

Em áudio enviado ao presidente do CSA, Rafael Tenório, posteriormente vazado, Argel faz duras críticas ao caráter do executivo que acabara de chegar ao Azulão.

“Boa tarde presidente Rafael, tudo bem? Queria agradecer o senhor ter me mandado embora porque eu trabalhar com esse vagabundo do Pastana… Esse cara é o maior pilantra no meio do futebol, é o maior sem vergonha que tem. Tive um problema muito sério com esse rapaz lá em Curitiba e eu gosto muito do senhor. Cuidado com seu bolso que esse cara é ladrão. Toma dinheiro de empresário, de jogador. O senhor contratou uma raposa para tomar conta das galinhas, então abra o olho. Se eu soubesse que ele era o diretor, o senhor nem precisava me mandar embora que eu mesmo ia. Só quero fazer um acerto justo e vida que segue que você contratou um grande vagabundo”, disse Argel.

Em outro áudio, dessa vez dirigido a um grupo de treinadores, Argel manteve o tom duro contra Pastana. “Eu não faço mais parte da equipe do CSA porque eu não trabalho com vagabundo, pilantra, sem vergonha, safado, com diretor executivo que leva dinheiro de jogador, toma e faz esquema com empresário. Não compactuo com isso. E o CSA contratou um diretor que já tive problemas e alguns dos meus colegas também já teve problema (sic) com esse pilantra, essa é a palavra certa. Queria deixar isso registrado até porque algum de vocês vai trabalhar com esse diretor executivo e alguns de vocês já tiveram o desprazer de trabalhar. Esse cara é um mal para o futebol. Ele já teve problema com vários companheiros nossos, em dois lugares, no Figueirense e Coritiba. A gente precisa saber quem são os diretores pilantras e esse é o bandido número um. Vagabundo, sem vergonha”, disparou Argel.

Na chegada ao CSA, Rodrigo Pastana afirmou que Argel responderia na Justiça pelas acusações graves que fez.

“Este senhor desequilibrado responderá na Justiça sobre suas insinuações levianas e mentirosas, e terá que provar tudo que falou para diminuir o prejuízo que está me causando”, disse o executivo.

Em outra fala, Pastana atacou a personalidade difícil de Argel. “Sobre desentendimentos com este senhor, é fácil você perguntar quem não se desentendeu com ele. Este senhor gosta de transferir responsabilidade. Como se trata de um péssimo profissional, ele, quando pressionado ou demitido, acusa levianamente outras pessoas (funcionários, dirigentes, até mesmo atletas) de terem feito algo que o prejudicasse: assim como já o fez com Marcelo Cabo (CSA), Eduardo Batista (Coritiba), Cláudio Gomes (Criciúma) e Guto Ferreira (Figueirense) entre outros”.

Acessos de Rodrigo Pastana como diretor:

Coritiba

• Acesso para a Série A e 3º Colocado no Brasileiro da Série B 2019

Paraná

• Acesso à Série A 2018

Guarani

• Acesso à Série B 2017

Figueirense

• Acesso da Série B 2013
• Campeão Catarinense 2014

Criciúma

• Vice-campeão brasileiro Série B

Grêmio Barueri

• Campeão Série A2 do Paulista 2006
• Acesso Série C 2007
• Acesso Série B 2008
• Conquista da Vaga na Sulamericana 2010
• Campeão do Interior Paulista 2008

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade