Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro: quem jogou mais? Quem não rendeu? Análise e números dos reforços

Time celeste contratou nove jogadores até aqui para temporada 2021


13/05/2021 07:16 - atualizado 13/05/2021 07:20

Cruzeiro iniciou fase de avaliações até o início da Série B, no fim de maio(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Cruzeiro iniciou fase de avaliações até o início da Série B, no fim de maio (foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Depois de ser eliminado no Campeonato Mineiro, o Cruzeiro concentra atenções no planejamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Até 29 de maio, quando estreará na competição diante do Confiança, em Sergipe, a Raposa precisará realizar uma avaliação interna, se reforçar e realizar ajustes na busca pelo acesso à Série A.

Até aqui, o clube contratou nove jogadores em 2021. Guilherme Bissoli foi o último a chegar à Toca e realizou apenas uma partida - atuou por 45 minutos na derrota celeste por 3 a 1 para o América, no duelo de volta da semifinal do Mineiro. 

Veja, nos tópicos abaixo, análises e números dos outros oito reforços do Cruzeiro nos primeiros meses da temporada

Eduardo Brock

- Número de jogos: 5
- Foi expulso na derrota por 1 a 0 para o América, em 21 de março, na primeira fase do Campeonato Mineiro.

Apresentado em 26 de fevereiro, Eduardo Brock quase não participou do período de pré-temporada do Cruzeiro. Desta forma, ele iniciou a trajetória no clube como reserva da dupla Manoel e Ramon. Sem ritmo nas oportunidades que teve (quatro pelo Mineiro e uma pela Copa do Brasil), não conseguiu agarrar a vaga após a transferência de Manoel ao Fluminense. Hoje, é reserva imediato da defesa.

Alan Ruschel

- Número de jogos: 6
- Foi substituído nos cinco primeiros jogos em que atuou. No sexto - empate por 0 a 0 com o Tombense, pelo Mineiro -, acabou expulso. 

Talvez a contratação de maior relevância do Cruzeiro no início do ano, Alan Ruschel também pode ser considerada a maior decepção até aqui. Campeão da Série B em 2020 com a Chapecoense, clube em que era também o capitão, ele não aproveitou as chances dadas por Felipe Conceição - na lateral-esquerda e no meio-campo. É reserva do jovem Matheus Pereira e deverá iniciar a Segunda Divisão no banco de reservas.

Matheus Neris

- Número de jogos: 8
- Sofreu lesão no músculo adutor da coxa que o tirou dos gramados em praticamente todos os jogos no mês de março.

Embora tenha recebido a chance de iniciar a temporada como titular, Matheus Neris não conseguiu provar a capacidade para se manter entre os 11 iniciais. Logo perdeu a vaga para Adriano que, em sentido oposto, mostrou consistência de jogo e assumiu o comando do meio-campo do Cruzeiro. 

Matheus Barbosa

- Número de jogos: 15
- Número de gols: 3 (artilheiro da temporada ao lado de William Pottker)
- 1º jogador em número de desarmes no Mineiro (18 no total).

Titular absoluto de Felipe Conceição, Matheus participou de todos os jogos do Cruzeiro na temporada. Enfrenta muitas críticas dos torcedores, mas tem a confiança do treinador. Em campo, se mostra perdido em relação ao posicionamento, bem diferente do que realizava em 2020 pelo Cuiabá, na Série B. 

Marcinho

- Número de jogos: 12
- Número de gols: 1
- Assistências: 0

Assim como Matheus Neris, Marcinho foi um dos reforços que iniciou a temporada como titular. Muito sumido em campo, sem protagonizar grandes lances, acabou perdendo espaço após a chegada de Rômulo, no fim de março. O meio-campista, contratado para ser o principal articulador da equipe, também é muito cobrado pelos torcedores, que  confiança no ex-Sampaio Corrêa. 

Rômulo

- Número de jogos: 8
- Número de assistências: 2

Contratado em março pelo Cruzeiro, Rômulo logo assumiu a condição de titular, mesmo tendo ficado nove meses sem atuar. Mais experiente, mostrou melhor posicionamento em campo, melhorou o jogo sem bola da equipe celeste, e participou de dois gols com assistências. Atuando como armador, porém, foi criticado pelo ex-jogador e hoje comentarista Roger.  

Bruno José

- Número de jogos: 13
- Número de gols: 0
- Número de assistências: 1

Embora não tenha balançado a rede ainda, Bruno José é o terceiro jogador que mais acertou finalizações no Campeonato Mineiro (10). O atacante mostra, sobretudo, vontade. Comete erros técnicos, de posicionamento, mas ao mesmo tempo é participativo, busca 1 contra 1 e tem a confiança de Felipe Conceição. Até por isso, deverá iniciar a Série B do Brasileiro como titular da equipe.

Felipe Augusto

- Número de jogos: 13 jogos
- Número de gols: 2
- Número de assistências: 1

Homem de confiança de Felipe Conceição, Felipe Augusto iniciou a temporada como titular, mas acabou superado por Bruno José e Airton na disputa interna do grupo. Curiosamente, o atacante não atuou por 90 minutos em nenhuma das 13 oportunidade que teve até aqui - foi suplente (7 vezes), foi substituído (5 vezes) ou foi expulso (1 vez).

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade