Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL MINEIRO

Com vitórias consecutivas, Atlético ainda promete mais

Depois da nítida evolução que levou o time à liderança de seu grupo na Libertadores, Atlético projeta ajustes por competitividade


06/05/2021 13:02 - atualizado 06/05/2021 14:15

Para o lateral-direito Guga, o grupo começa a assimilar o esquema tático de intensa movimentação proposto pelo técnico Cuca(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press %u2013 12/8/20 )
Para o lateral-direito Guga, o grupo começa a assimilar o esquema tático de intensa movimentação proposto pelo técnico Cuca (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press %u2013 12/8/20 )

Com quatro vitórias consecutivas, o Atlético está perto de igualar a melhor marca da temporada, quando venceu os cinco primeiros compromissos de 2021, sendo quatro sob o comando interino de Lucas Gonçalves. Com isso, sobra no Campeonato Mineiro, no qual só um desastre o impedirá de chegar à decisão (ganhou o duelo de ida com o Tombense por 3 a 0), e assumiu a liderança isolada do Grupo H da Copa Libertadores com goleada por 4 a 0 sobre o Cerro Porteño-PAR, terça-feira, quando teve grande atuação.



Apesar do bom desempenho, a promessa de todos na Cidade do Galo é seguir buscando a excelência. Até porque ainda é início de trabalho, com apenas 15 jogos disputados. “Temos muita coisa para corrigir e tentar crescer como equipe”, afirmou o técnico Cuca, mesmo depois da bela atuação de dois dias atrás, que encantou não só atleticanos, mas também torcedores de outras equipes.
No caso dos jogadores, a proposta é a mesma. Afinal, eles parecem ter começado a entender melhor o que quer a comissão técnica que substituiu a comandada pelo argentino Jorge Sampaoli, que ficou quase um ano no clube e tinha proposta tática bem distinta, com os atletas mais presos às posições em campo.

“Nosso elenco é de muita qualidade, mas vínhamos jogando de uma maneira totalmente diferente (até o fim da temporada 2020). O Cuca dá liberdade para você se movimentar, trocar posição, até para confundir o adversário. Nos primeiros jogos estávamos nos adaptando e agora já entendemos bem mais. Prova isso foi a atuação contra o Cerro. E, com os resultados, todo mundo ganha mais confiança. Temos muito a crescer, pois é só o início de temporada. Há jogadores que acabaram de chegar e que ainda está nos conhecendo melhor. Tenho certeza que vamos evoluir demais. A expectativa é muito boa para crescer jogo após jogo”, disse o lateral-direito Guga.

Ele evita o oba-oba, assim como evitava julgar que estava tudo errado no início da temporada. O certo é que se mostra bastante otimista pelo trabalho que vem sendo feito. “É cedo para falar alguma coisa, mas acho que estamos no caminho certo. Agora, é continuar o trabalho para que a gente possa continuar evoluindo, pois é um ano de uma expectativa muito grande e queremos conquistar grandes coisas com o Galo”.

Como outros jogadores, Guga não é titular absoluto, tendo Mariano como concorrente. Porém, diz que todos só pensam em estar prontos para ajudar o Galo cada vez que Cuca chamar. “Este é um ano que vai exigir muito do grupo, temos muitos jogos pela frente. E todo mundo quer jogar, mostrar valor. Isso qualifica ainda mais o elenco. Todo mundo vai ter oportunidade, ninguém vai jogar todos os jogos, o próprio corpo não aguenta. E aí é que entra o grupo, o revezamento. E o mais importante é que está todo mundo focado em ajudar o Atlético”.
 

Pagamento 

 
Para que tudo caminhe bem em campo é preciso estar bem fora dele. Por isso, o clube quitou dívida de quase de R$ 12 milhões com o Sevilla, da Espanha, pela aquisição de 50% dos direitos econômicos do lateral-esquerdo Guilherme Arana, contratado no início do ano passado. O débito poderia chegar à Fifa e, em último caso, gerar punição ao time, com perda de pontos, por exemplo. Se quiser ficar com ele, terá de pagar mais 2,5 milhões de euros (R$ 16,3 milhões na cotação atual).

Enquanto isso...

...Mãe de Cuca deixa hospital


(foto: TWITTER/ATLÉTICO)
(foto: TWITTER/ATLÉTICO)


Internada em Curitiba desde 20 de fevereiro para tratar de COVID-19, a mãe do técnico Cuca e do auxiliar Cuquinha receberá alta médica hoje. No sábado, o treinador já havia anunciado, depois da goleada sobre o Tombense, que ela havia sido extubada, mostrando melhora do quadro. Por causa da hospitalização da mãe, Cuca teve o retorno ao Atlético adiado por alguns dias no início desta temporada.



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade