Publicidade

Estado de Minas COPA DO BRASIL

Mata-mata terá Cruzeiro em alta e América em busca do equilíbrio

Agora, ambos buscam avançar no torneio, o que é importante esportivamente e também em termos financeiros


13/04/2021 13:02 - atualizado 13/04/2021 13:12

América e Cruzeiro chegam ao confronto da segunda fase da Copa do Brasil em momentos diferentes na temporada. Enquanto os americanos não vencem há três partidas, os cruzeirenses emendaram três vitórias seguidas pela primeira vez desde agosto do ano passado, quando obtiveram seis triunfos consecutivos entre Campeonato Mineiro, Troféu Inconfidência e as três primeiras rodadas da Série B do Brasileiro.

Agora, ambos buscam avançar no torneio mata-mata, o que é importante esportivamente e também em termos financeiros. O Coelho já fez jus a cerca de R$ 2 milhões em premiação até agora e, se passar pelo Ferroviário amanhã, às 19h30, no Independência, vai faturar mais R$ 1,7 milhão, mesmo valor que receberá a Raposa se eliminar o América-RN, também amanhã, só que às 21h30, em Natal, o que será somado aos R$ 2,5 milhões que recebeu pelas duas primeiras fases.

Já uma eliminação precoce seria muito ruim para os rivais mineiros. Certamente, aumentaria a pressão sobre comissão técnica e jogadores de ambas as equipes no momento em que se aproximam a reta final do Estadual e o Brasileiro. Nesta segunda fase, em caso de empate, a vaga será definida na disputa de pênaltis.

Raio-X dos rivais mineiros

Cruzeiro
Pontos fortes
» Time está evoluindo
» Defesa sólida, mesmo após mudanças
» Confiança em alta com bons resultados

Pontos fracos
» Falta maior entrosamento
» Com jogos duas vezes por semana, sobra pouco espaço para treinar
» Problemas financeiros ainda atrapalham o planejamento

América
Pontos fortes
» Base mantida desde 2020
» Chegada de reforços
» Comissão técnico conhece o grupo

Pontos fracos
» Alguns dos contratados não empolgam
» Oscilação de um jogo para outro ou nas próprias partidas
» Alguns atletas não repetem bom desempenho


Para Felipe Conceição, manter a base tem sido essencial para a evolução do time(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )
Para Felipe Conceição, manter a base tem sido essencial para a evolução do time (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )


Hora de confirmar a boa fase


Com três vitórias seguidas, incluindo a sobre o Atlético no clássico de domingo, o Cruzeiro quer mostrar que está mesmo vivendo o melhor momento desde a chegada do técnico Felipe Conceição, em fevereiro. O time vem crescendo de produção e avançar à terceira fase da Copa do Brasil é considerado fundamental para seguir assim, mesmo sabendo das dificuldades por jogar fora de casa.

“A gente fica feliz pela vitória (no clássico), mas quarta-feira já temos outra decisão, uma competição diferente. Vamos descansar para a Copa do Brasil, que também é muito importante para nós”, afirmou o treinador celeste, que embarcou com a delegação na noite de ontem para Natal (RN), onde o time vai treinar hoje, encerrando a preparação para pegar o América local.

Como nos últimos jogos, ele deve manter a base do time. Com isso, o zagueiro Weverton, de apenas 18 anos, deve ser titular, depois de mais uma boa atuação na equipe principal, pela qual soma apenas três partidas.

“A vitória no clássico ajuda muito o nosso crescimento, aumenta a confiança de todos. Tenho certeza de que vamos concentrados também para quarta-feira, fazendo um ótimo jogo e trazendo a classificação na Copa do Brasil”, diz o defensor, que atuará pela primeira vez na competição mata-mata.

Ele mostrou personalidade quando escalado por Felipe Conceição, ganhando a disputa com o experiente Eduardo Brock pela vaga deixada por Manoel, que rescindiu contrato e está se transferindo para o Fluminense. Contou justamente com os conselhos dos companheiros mais velhos para se sair bem até agora.

“Todos eles conversaram comigo, passaram confiança, Manoel, Ramon, Eduardo Brock. Me pediram para ter calma, fazer o simples, que tudo ia sair bem. Foi o que aconteceu e conseguimos a vitória no clássico. Agora, é dar sequência”, diz.

Se a Copa do Brasil é novidade para Weverton, há jogadores bastante acostumados à disputa. Casos do goleiro Fábio, do zagueiro Ramon e do atacante Rafael Sóbis. Com eles instruindo os mais jovens, os celestes acreditam que terão força suficiente para superar o América-RN, podendo voltar as atenções para garantir vaga nas semifinais do Mineiro. O Cruzeiro é atualmente o vice-líder da competição, com 17 pontos, quatro a menos que o Atlético.

Lisca admite que momento é 'complicado', mas aposta na capacidade de recuperação(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Lisca admite que momento é 'complicado', mas aposta na capacidade de recuperação (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


Mudanças pela volta por cima

No América, o técnico Lisca reconhece que o momento é de instabilidade. Porém, acredita que os comandados podem dar a resposta. Mas a expectativa é que faça mudanças no time para o duelo de amanhã. “Temos de trabalhar para buscar o acerto em nossas escolhas. Obviamente, quando a coisa não funciona, a responsabilidade é do treinador. É uma responsabilidade que eu assumo, e nós vamos tentar trabalhar para dar a volta por cima na quarta-feira para mudar esse panorama. Dessa maneira está muito difícil, estamos em um momento muito complicado na temporada”, disse o treinador depois da derrota no domingo para o Tombense, por 2 a 1, em Tombos, pela nona rodada do Mineiro. “Temos de encontrar novamente o nosso ritmo e o nosso padrão para voltar a vencer.”

Como o treinador detectou algumas deficiências no grupo americano, a diretoria tem tentado buscar reforços. Ontem, anunciou a contratação do meio-campista Ramon, de 23 anos, emprestado pelo Internacional até o fim do ano.

O jogador pode atuar como volante ou armador. Em 2019, esteve emprestado ao Vila Nova-GO, onde participou de 36 das 38 rodadas da Série B do Brasileiro. Em 2020, foi cedido ao Bahia. Começou na equipe de transição, mas logo foi integrado ao time principal, pelo qual fez 27 jogos e marcou dois gols. Sua última atuação foi em 28 de março, pela Copa do Nordeste, na goleada por 5 a 0 sobre o Altos-PI.

Ramon é o oitavo reforço do América para a temporada 2021. Antes, chegaram o zagueiro Ricardo Silva, o volante Juninho Valoura, o armador Bruno Nazário e os atacantes Yan Sasse, Ribamar, Leandro Carvalho e Luiz Fernando.

Nenhum deles, porém, conseguiu ser titular absoluto até agora. Como é esperada a chegada de ao menos dois grandes nomes para depois do Estadual, é fundamental que o Coelho consiga avançar na Copa do Brasil, arrecadando mais e ganhando confiança para a volta à Série A do Brasileiro.

“Estamos em início de temporada e é natural oscilar. Claro que a gente não gosta, mas vamos procurar trabalhar para retomar o caminho das vitórias e manter o nosso ritmo até o final da temporada”, afirma o lateral-esquerdo João Paulo, de 34 anos e um dos mais experientes do grupo.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade