Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Atlético planeja 'Business Day' e reorganização financeira em cinco anos

Clube está em reta final de produção do planejamento estratégico, que estabelecerá parâmetros econômicos e desportivos a serem seguidos


25/03/2021 16:26 - atualizado 25/03/2021 16:34

Presidente do Atlético concedeu entrevista exclusiva ao Superesportes (foto: Bruno Cantini/Atlético )
Presidente do Atlético concedeu entrevista exclusiva ao Superesportes (foto: Bruno Cantini/Atlético )

Desde 2020, o Atlético vive um período de contradições financeiras: ao mesmo tempo em que tem um elevado endividamento, conta com aportes milionários de empresários para a contratação de jogadores e pagamento de salários. A ideia da gestão comandada pelo presidente Sérgio Coelho é mudar esse cenário e reorganizar as economias do clube em cinco anos.


Em entrevista exclusiva ao Superesportes nesta quinta-feira - dia em que o Atlético completa 113 anos -, o mandatário explicou que metas e parâmetros administrativos da gestão serão detalhados no planejamento estratégico. A ideia é apresentar o documento num evento intitulado “Galo Business Day”, que deve ocorrer em breve.

“Nós temos o propósito de tornar o Atlético o clube de melhor gestão da América Latina. Estamos trabalhando duramente para fazer o nosso primeiro ‘Galo Business Day’, que será um evento muito importante, bacana, onde apresentaremos o nosso organograma, com todos os diretores contratados”, disse.

“Foi um trabalho feito junto a uma das maiores consultorias do mundo, a Ernst & Young. Apresentaremos também os nossos resultados de 2020, com muita transparência. No final, apresentaremos o nosso planejamento estratégico”, continuou o presidente.

Sérgio Coelho afirmou que o planejamento estratégico contemplará os próximos cinco anos, com estratégias para aumentar a arrecadação e reduzir os custos. “Não é para daqui um ano resolver a situação. É um planejamento para daqui a cinco anos, sendo corrigido anualmente, com um tempo a mais no futuro e com o objetivo de quitar dívidas e, ao mesmo tempo, ser um time protagonista”, explicou.

Receitas e despesas

Atlético planeja inaugurar Arena MRV no segundo semestre de 2022 (Foto: Divulgação/Arena MRV)
O presidente afirmou que o Atlético busca aumentar a arrecadação a partir de algumas vias prioritárias: Arena MRV (cuja abertura está prevista para o segundo semestre de 2022), transferências de jogadores formados nas categorias de base e receitas provenientes do fortalecimento da equipe (marketing, programa de sócios e venda de camisas).

“A gente acredita que, tendo a Arena MRV, nossas receitas vão melhorar muito. Nós, investindo como estamos na base, também teremos um resultado importante. O time, sendo protagonista dos campeonatos que disputa, vai nos proporcionar uma receita a mais com venda de camisa, com Galo na Veia e diversos outros produtos”, pontuou.

“Nós reestruturamos nosso departamento de negócios e marketing, com o diretor o Leandro Figueiredo, muito competente. Estavam faltando, no departamento, alguns gerentes, alguns funcionários. Nós contratamos todos para que a gente fomente ainda mais o departamento e aumente as receitas”, prosseguiu.

Em outra direção, o clube busca reduzir os gastos. “Paralelamente, estamos com um trabalho também muito duro para diminuir as despesas em todos os sentidos que vocês imaginarem, porque a gente acha que tudo aquilo que a gente economizar, vai sobrar para a gente investir no futebol e pagar as dívidas”, finalizou.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade