Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

'Problema maior que imaginava', diz Felipão, com futuro incerto no Cruzeiro

Treinador ainda não garantiu permanência no clube celeste


14/01/2021 07:54 - atualizado 14/01/2021 07:58

Felipão ainda não garante permanência no Cruzeiro(foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Felipão ainda não garante permanência no Cruzeiro (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
O futuro de Felipão no Cruzeiro é incerto. Embora tenha contrato até dezembro de 2022, o treinador ainda não decidiu se seguirá na Toca da Raposa II para a próxima temporada. A sequência de seu trabalho dependerá, principalmente, do resultado de reuniões que ele terá com a direção do clube celeste.

Após a derrota por 1 a 0 para o Oeste, nessa quarta-feira, no Independência, o treinador apontou que os problemas vividos pelo Cruzeiro são maiores do que ele imaginava quando aceitou o convite, em outubro do ano passado.

“Estamos mostrando que temos dificuldade e que o problema do Cruzeiro é, sim, mais sério do que o que a gente imagina. Ou do que eu imaginava quando aqui cheguei, mas também a direção, quando montou a equipe”, analisou o treinador.

Assim como em outras oportunidades, Felipão evitou dizer que seguirá no clube. Quando perguntado sobre o tema, nessa quarta, ele garantiu a permanência até o fim desta edição da Série B, marcado para 30 de janeiro.  

“Quando à minha continuidade, vou para Toca, fazer meu exame para viajar para Caxias do Sul (o Cruzeiro enfrenta o Juventude neste sábado). Está tudo seguindo os parâmetros que a gente tinha traçado. Normalmente, até o fim do campeonato. É o que a gente vai fazer tranquilamente”, disse.

“Então, temos que conversar com a direção, mostrarmos o que é que nós temos pela frente, como pretendemos fazer. Entregar à direção essa possibilidade de contratações, que são um pouco mais difíceis. Ou saídas, que também são difíceis. Rescisões são de valores. É uma série de detalhes que serão trabalhados no decorrer desses próximos 10, 15 dias que termina o campeonato”, completou. 

Com o resultado diante do Oeste, os mineiros estacionaram nos 44 pontos. O time celeste agora é o 13º colocado da Série B. O Paraná, que abre a zona de rebaixamento, soma 36 pontos. O CSA, primeiro time do G4, tem 52.

Na próxima rodada, o Cruzeiro volta a deixar Belo Horizonte, desta vez rumo ao Rio Grande do Sul. No sábado, às 19h, o time celeste medirá forças com o Juventude no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade