Publicidade

Estado de Minas AMÉRICA

América começará Mineiro 2021 com reservas e jovens formados na base

Em um claro sinal de que renovará seu contrato com o clube, Lisca detalhou como será o início da temporada 2021


11/01/2021 08:10 - atualizado 11/01/2021 08:15

Gustavinho é uma das promessas da base do América(foto: João Zebral/América)
Gustavinho é uma das promessas da base do América (foto: João Zebral/América)
O América iniciará o Campeonato Mineiro de 2021 com uma equipe formada por jogadores reservas na Série B e jovens das categorias de base. Em um claro sinal de que renovará seu contrato com o clube, o técnico Lisca detalhou como será o planejamento para a próxima temporada. Até mesmo William Batista, comandante do sub-20, está inserido na programação do elenco principal. Na estreia, o alviverde medirá forças com o Boa Esporte, no dia 28 de fevereiro (domingo), às 16h, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

“Nós já temos um planejamento para o início do Campeonato Mineiro. Nossa ideia é dar umas férias aos jogadores mais jovens e aos que jogaram menos uns 10 dias antes e voltar esse grupo no dia 1º de fevereiro. Vamos terminar a Série B com 24 a 25 jogadores, que saem de férias por 10 dias e depois voltam”, disse.

“Aí devemos começar o Mineiro com os meninos mais jovens e os que tiveram menos oportunidades. Arthur, Joseph, Neto (Berola) e alguns outros que podem nos dar essa sustentação junto com os meninos. O William deve comandar esse trabalho no primeiro momento e depois o Cauan (de Almeida, auxiliar técnico) deverá assumir esse time junto comigo”, complementou.

Lisca citou os nomes de algumas promessas que devem ganhar oportunidades no estadual e destacou a evolução dos garotos nas atividades diárias no Lanna Drumond. Um dos mencionados foi o meia Gustavinho, de 19 anos, responsável pela assistência para Neto Berola marcar o quarto gol do triunfo sobre o Vitória (4 a 0), no último sábado, no Independência.

“Nós temos muitas coisas para fazer na categoria de base, temos muitos jogadores treinando bem como o Gustavão, que a gente emprestou para o Luverdense, mas está voltando, tem o Mateusão, Lucas Gabriel, Kawê, Gustavinho, Carlos Alberto, Goldeson (…). Tem bastante trabalho para fazer e para evoluir dentro do clube”.

Enquanto o Mineiro não chega, o América pensa na reta final da Série B. Líder isolado, com 66 pontos, a equipe está com o acesso praticamente garantido, além de ter mais de 70% de probabilidade de título. O próximo adversário é o Náutico, às 19h15 desta terça-feira, no Estádio dos Aflitos, no Recife, pela 34ª rodada. Depois, o Coelho encara Botafogo-SP (casa), Brasil-RS (fora), Confiança (fora) e Avaí (casa).

A eventual taça fechará com chave de ouro a histórica temporada em que o América garantiu mais de R$ 17 milhões em premiação ao alcançar as semifinais da Copa do Brasil - caiu diante do Palmeiras após passar por Santos-AP, Operário-PR, Ferroviária-SP, Ponte Preta, Corinthians e Internacional. Além disso, o clube pretende se tornar o maior vencedor isolado da Série B, com três títulos. Atualmente, o posto é dividido com Coritiba, Goiás, Palmeiras, Paysandu e Bragantino.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade