Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

Cruzeiro e América fazem clássico em fases distintas

Cruzeiro duelará com o América na quarta-feira, às 21h30, no Independência, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro


29/11/2020 04:00 - atualizado 29/11/2020 10:08

Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação - 25/10/20(foto: Na 16ª colocação, o técnico Luiz Felipe Scolari trabalha o lado psicológico para ter um time diferente contra o América e elogia o adversário)
Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação - 25/10/20 (foto: Na 16ª colocação, o técnico Luiz Felipe Scolari trabalha o lado psicológico para ter um time diferente contra o América e elogia o adversário)


Em momentos distintos na tabela, o Cruzeiro duelará com o América na quarta-feira, às 21h30, no Independência, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador Luiz Felipe Scolari fez elogios ao Coelho e espera que o elenco celeste recupere o psicológico até o clássico. “A equipe do América, pelo que tenho visto, é muito organizada. Eles têm bons jogadores e merecem estar entre os quatro classificados (da Copa do Brasil). O clássico é um jogo diferente, nós vamos tentar nos motivar por essa derrota que sofremos, porque vamos enfrentar um adversário ainda mais categorizado e em melhores condições. Espero que a gente consiga recuperar o psicológico do grupo até quarta-feira para fazer um bom jogo contra o América”, disse Felipão.

Na sexta, o Cruzeiro foi derrotado pelo Confiança, por 2 a 1, no Mineirão, enquanto o América empatou em 1 a 1 com o Oeste, em Ribeirão Preto. O resultado fez com que o Coelho permanecesse na vice-liderança, com 44 pontos. Já a Raposa é a 16ª colocada, com 28. O trabalho de Lisca à frente do América é destaque nesta temporada. O treinador colocou a equipe na semifinal da Copa do Brasil e ainda busca o acesso à elite do futebol nacional. A boa fase do técnico alviverde rendeu elogios de Felipão.

“Ele vem muito bem, fazendo um trabalho maravilhoso, aliás, ele sempre fez trabalhos muito bons. Tem algumas coisas ao redor que, de vez em quando, não permitem que ele acesse um degrau mais acima, mas ele está trabalhando para isso”, completou. Vale lembrar que em 9 de outubro, Lisca foi procurado pelo clube celeste antes mesmo da demissão de Ney Franco. Porém, ele recusou o projeto da Raposa para seguir no América. Seis dias depois, Luiz Felipe Scolari foi anunciado para o comando do Cruzeiro até dezembro de 2022.

A equipe celeste ainda não deve contar com Giovanni, foi contratado há seis meses e ainda aguarda a primeira oportunidade na equipe. O jogador foi relacionado pelo técnico Luiz Felipe Scolari para as últimas quatro partidas, mas a condição física fora do ideal tem atrasado sua estreia com a camisa celeste. “Quando eu cheguei, ele tinha seis ou sete quilos acima do peso. Um percentual de gordura grande, aí foi perdendo. Além de perder peso, perdeu sua condição física e foi readquirindo. Nesses últimos 15 dias é que ele está em condições para que a gente possa colocar. Mas eu tenho outros jogadores que vêm treinando e jogando com qualidade. É uma oportunidade que, quem sabe, vai aparecer mais tarde”, disse Felipão.
 
Preocupado com contusão de Zé Ricardo, Lisca deu folga ao grupo para trabalhar o lado emocional da equipe vice-líder do Brasileiro da série B(foto: João Zebral/América/Divulgação 9/11/19)
Preocupado com contusão de Zé Ricardo, Lisca deu folga ao grupo para trabalhar o lado emocional da equipe vice-líder do Brasileiro da série B (foto: João Zebral/América/Divulgação 9/11/19)
 

Preocupação

O desempenho do América no empate por 1 a 1 com o Oeste não foi o único fato a incomodar Lisca. O volante Zé Ricardo deixou o campo com dores ainda aos 19 minutos do primeiro tempo. A situação irritou o treinador, que pediu uma apuração interna sobre o caso. “Preocupa ele ter saído cedo. Ele estava liberado, mas mostrou que não tinha condições de jogar. Vamos apurar internamente qual foi o nosso erro para não repetirmos situações assim. Perder um jogador com 14 minutos, você desperdiça uma troca e ainda expõe um jogador como o Zé com uma lesão um pouco maior. Nossa avaliação sobre o Zé Ricardo foi errada e vamos trabalhar para que isso não se repita”, disse.

Zé Ricardo havia sido liberado pelo departamento médico do clube durante a semana após o tratamento de uma lesão na coxa esquerda. Ele voltou a sentir dores e pediu para deixar o campo para a entrada de Flávio. O volante será reavaliado para o próximo compromisso na Segundona. Na quarta-feira, o Coelho voltará a campo em busca dos três pontos no clássico contra o Cruzeiro. Lisca planeja dar um descanso emocional aos jogadores durante este fim de semana para dar início à preparação para o jogo na segunda-feira.

“Muito mais para recuperação. Domingo (hoje) vou dar uma descansada neles, até para uma recuperação emocional. É muito foco em competição, em vitórias. A Copa do Brasil também nos desgastou bastante. Vou aproveitar o domingo para fazer uma recuperação mental dos jogadores. Vamos nos preparar da melhor forma possível a partir da segunda-feira, com todo mundo olhando o jogo do Cruzeiro”, completou.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade