Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Zago revela como Sampaoli comandou de casa e diz que Atlético está pronto para ser campeão

Treinador da equipe de transição findou passagem de três jogos pelo profissional com uma vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, nesta quarta-feira


26/11/2020 10:12 - atualizado 26/11/2020 10:18

Leandro Zago durante a vitória do Atlético por 2 a 1 sobre o Botafogo(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Leandro Zago durante a vitória do Atlético por 2 a 1 sobre o Botafogo (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
De casa, Jorge Sampaoli se fez presente no dia a dia de treinos e jogos do Atlético nas últimas duas semanas. Enquanto se recupera de COVID-19, o comandante argentino mantém alguns traços característicos de sua personalidade, como a inquietude e a obsessão pelo trabalho. Mesmo de longe, foi o responsável por tomar decisões, dar palestras aos jogadores e orientá-los sobre os adversários que estavam por vir.

Técnico do time de transição, Leandro Zago simulou a presença física de Sampaoli em três partidas, contra Athletico-PR (derrota por 2 a 0), Ceará (empate por 2 a 2) e Botafogo (vitória por 2 a 1). Após o triunfo sobre os cariocas nesta quarta-feira, no Mineirão, o brasileiro revelou como o argentino tem trabalhado nos últimos dias, tanto em treinos na Cidade do Galo, quanto nos jogos que mantiveram o Atlético na liderança do Campeonato Brasileiro ao fim da 23ª rodada.

“Muito ativo, muito ativo. Tive um contato muito intenso com o Diogo (Meschine), que é o analista de desempenho. Mas o Jorge Sampaoli foi muito ativo, participou em vídeo. Todas as palestras de vídeo pré-treino, como ele faz... Todo treino tem uma palestra de vídeo com o que vai ser treinado naquele dia, o conteúdo daquele treino, qual questão tática que é a prioridade, com vídeos, com exemplos. Ele sempre entrava, e aí a gente ia para o campo. Nos jogos, preleção na concentração era ministrada por ele, intervalos ministrados por ele. Sempre online, sempre em vídeo”, disse Zago, antes de exaltar os responsáveis por estabelecer a conexão com Sampaoli.

“E aí um elogio ao nosso departamento de análise de desempenho, porque conseguiu, nesse período, mesmo perdendo membros, conseguiu, com pessoal reduzido devido à contaminação, conseguiu dar conta e tecnicamente foram perfeitos. Não é fácil conseguir colocar ao vivo dentro de um vestiário de um estádio de futebol, às vezes a internet (não é boa), tem problemas técnicos. E foi tudo muito bem feito nesses três jogos. Acredito que tudo o que a gente poderia ter feito para a informação chegar, fez ela chegar. É óbvio: a presença física do treinador, do comando, é fundamental para tudo, mas a gente tentou minimizar isso daí para poder ter o máximo de proximidade do que era cobrado com o que acontecia dentro do campo”, completou.

Time pronto para ser campeão

Seguidas vezes ao longo da entrevista coletiva, Leandro Zago comemorou o fato de “entregar” o time como líder do Brasileiro. A tendência é que Sampaoli retorne ao banco de reservas na próxima partida do Atlético, marcada para 6 de dezembro, um domingo, a partir das 18h15, contra o Internacional, no Mineirão.

Questionado sobre a postura do elenco nesse período de adversidades - agravadas com dez casos de COVID-19 entre jogadores -, Zago foi taxativo. Para ele, conseguir superar essa fase e se manter na liderança mostra que o a equipe pode mesmo conquistar a taça nacional em fevereiro. “Que está pronto para ser campeão, que joga como campeão, está preparado e já mostrou isso em várias partidas”, frisou.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade