Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Operário, adversário do Cruzeiro, tem jogadores conhecidos do futebol mineiro

Equipe parananense enfrenta a Raposa nesta terça-feira, às 21h30


19/10/2020 16:17 - atualizado 19/10/2020 18:57

Hoje no Operário, Douglas Coutinho jogou no Cruzeiro em 2016(foto: José Tramontin/Operário)
Hoje no Operário, Douglas Coutinho jogou no Cruzeiro em 2016 (foto: José Tramontin/Operário)
Na estreia do técnico Luiz Felipe Scolari, o Cruzeiro enfrentará o Operário-PR nesta terça-feira, às 21h30, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, pela 17ª rodada da Série B. O time paranaense tem no elenco alguns jogadores conhecidos do futebol mineiro.

Thiago Braga, titular da meta do Operário, já defendeu o Cruzeiro. Ele é cria da Toca da Raposa I e chegou a ser o quarto goleiro no elenco campeão da Tríplice Coroa, em 2003. Também jogou por Ipatinga, Tupi, Villa Nova, Minas Boca, Guarani, Uberlândia e URT.
Outro com passagem pelo time celeste é o meio-campista Pedro Ken, que participou de 33 jogos em 2010 e 2011, com quatro gols marcados e um título conquistado: o do Campeonato Mineiro de 2011.

Pedro Ken está fora do jogo desta terça por causa de suspensão automática. Ele levou o terceiro amarelo na goleada sofrida para o CRB por 4 a 1, em Alagoas, na última sexta-feira.

Com seis gols na temporada em 28 jogos, o atacante Douglas Coutinho é uma das esperanças no ataque do time paranaense. Ele defendeu o Cruzeiro em 17 jogos na temporada 2016 e somou quatro gols. Curiosamente, foi treinado por Deivid, hoje diretor de futebol, na sua curta passagem como técnico da Raposa.

Ex-atletas de América e Atlético 

O zagueiro Ricardo Silva, capitão do América na Série B de 2019, chegou para ser um dos líderes do Operário em campo.

No Coelho, ele fez cinco gols em 29 jogos na Segunda Divisão do ano passado, sendo o atleta da posição que mais balançou a rede pelo clube mineiro em uma edição de pontos corridos da competição.

Ex-América e Atlético, o lateral-direito Alex Silva também está no elenco do Operário. Ele foi utilizado somente em um jogo com a camisa do time paranaense - vitória por 1 a 0 sobre o Oeste, no dia 5 de outubro.

Revelado na base do Galo, Alex foi promovido ao grupo principal aos 19 anos, em 2013. Em 2017, defendeu o América por empréstimo, mas no mesmo ano regressou ao time alvinegro. No primeiro semestre de 2020, o lateral disputou o Mineiro pelo Coimbra.

Times do interior de Minas

O Operário conta ainda com dois atletas conhecidos no futebol mineiro, que são o meia Tomas Bastos e o atacante Schumacher.

Tomas defendeu o Boa Esporte na Série B de 2014, pela qual contabilizou 15 gols em 26 jogos. Neste ano, ele participou de 26 partidas pelo Fantasma e balançou a rede duas vezes. Com COVID-19, o jogador está afastado do elenco e fora do jogo contra o Cruzeiro.

Já Schumacher representou o Uberlândia, em 2017, e fez um gol no empate por 2 a 2 com o Cruzeiro, no Parque do Sabiá, pela primeira fase.

Há 15 anos, quando ainda era um garoto recém-promovido à equipe principal do Athletico-PR, Schumacher foi algoz da Raposa ao marcar o quinto gol da vitória por 5 a 4, na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo Brasileirão de 2005.

Tabela

Enquanto o Cruzeiro é o penúltimo colocado da Série B, com 13 pontos, o Operário está na 9ª colocação, com 22. Em casa, a equipe do Paraná perdeu apenas uma vez, no dia 5 de setembro: triunfo do Guarani por 2 a 1, no Germano Kruger. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade