Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Pottker vê acesso improvável: 'Se analisar o contexto, não vai subir'

Atacante aponta erros de planejamento e foca em eliminar chance de queda


01/12/2020 13:10 - atualizado 01/12/2020 14:02

William Pottker analisou situação do Cruzeiro na Série B (foto: (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro))
William Pottker analisou situação do Cruzeiro na Série B (foto: (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro))
Na 16ª colocação da Série B do Campeonato Brasileiro, com 28 pontos em 24 rodadas disputadas, o Cruzeiro tem apenas 0,92 de chance de subir à Primeira Divisão. Em entrevista ao programa Bastidores, da Rádio Itatiaia, William Pottker considerou que problemas do clube e erros de planejamento influenciaram na campanha irregular na competição. Contratado no início de novembro, o atacante avaliou todo o contexto ocorrido no clube durante a temporada e apontou que o acesso à Série A de 2021 é improvável.  
 
 
“Se for analisar um contexto de tudo o que aconteceu com o Cruzeiro neste ano, no meu ponto de vista, sincero e aberto, eu tenho que dizer que o Cruzeiro não vai conseguir subir, porque são salários atrasados, brigas jurídicas, trocas de presidentes. Eu fiquei sabendo que o Cruzeiro tinha 10 jogadores no início do ano no grupo profissional para começar o Estadual. Planejamento nenhum. O professor Felipão chegou e tinha mais de um time mandado embora”, comentou. 

“Você consegue um acesso fazendo coisas boas. Traçar um objetivo, cumprir as suas obrigações, fazer o planejamento de grupo, não contrata e manda embora, contrata e manda embora”, criticou Pottker, se referindo a alternância de treinador do Cruzeiro no ano - Adilson Batista, Enderson Moreira, Ney Franco e Luiz Felipe Scolari -, além dos mais de 50 jogadores utilizados - 25 deles já deixaram o elenco. 

Na opinião de Pottker, o Cruzeiro deve focar, principalmente, em evitar qualquer risco de queda à Terceira Divisão. A equipe está uma posição acima da zona do rebaixamento, com sete pontos de vantagem sobre o Náutico, 17º colocado, e 12 atrás do Juventude, último time do G4. 

“Claro que se a gente engatar uma sequência de cinco vitórias, a gente tira o clube da Série C e a confiança vai lá em cima. Aí sim, com os jogadores que temos, podemos dar uma esperança a mais ao nosso torcedor”, projetou. 

Pottker admitiu a pressão em momentos de adversidade do time em campo, mas mostrou confiança na força do atual elenco. Eu, que cheguei agora, sinto um clima pesado quando o time leva o gol. Ainda mais quando é no início dos jogos. Se for ver dentro de campo, o nosso time é competitivo, mas está em formação. Um técnico novo, com metodologia nova, com vários jogadores novos e pegando uma competição no meio. Felipão chegou e o clube era o 18º colocado, se eu não me engano. O primeiro objetivo era tirar da Série C. Todo mundo estava desesperado que o Cruzeiro fosse cair para a Série C. Seria um desastre muito grande. Temos que continuar trabalhando para buscar primeiramente se livrar da Série C e, quem sabe, futuramente, alcançar sonhos maiores”,  concluiu. 

O Cruzeiro volta a campo nesta 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade