Publicidade

Estado de Minas especial/o retorno do Futebol mineiro

Com muitas novidades, Cruzeiro está pronto para reiniciar o Estadual

Depois de longo período de paralisação, time celeste ainda administra mudanças às vésperas do jogo contra a URT, domingo, no Mineirão


23/07/2020 04:00 - atualizado 22/07/2020 21:21

Marcelo Moreno é a esperança de gols no ataque Celeste na nova fase do clube, que enfrenta dificuldades(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro )
Marcelo Moreno é a esperança de gols no ataque Celeste na nova fase do clube, que enfrenta dificuldades (foto: Bruno Haddad/Cruzeiro )

 

 Presidente novo, técnico novo, jogadores novos. O período de paralisação em função da pandemia de coronavírus representou uma verdadeira revolução para o Cruzeiro. E as mudanças continuam acontecendo às vésperas da reestreia, marcada para domingo, às 11h, contra a URT, no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro. Ontem, o clube perdeu o atacante colombiano Angulo, de 21 anos, que seria titular. A pedido do Palmeiras, dono dos direitos, ele precisou ser devolvido antes mesmo de fazer a sua estreia. Em contrapartida, a Raposa anunciou a chegada do lateral-esquerdo Giovanni, ex-América, que estava no Bahia.

 

Em 21 de maio, cerca de dois meses após o início do isolamento social, o clube ganhou novo presidente. Sérgio Santos Rodrigues substituiu José Dalai Rocha e o Conselho Gestor, grupo que administrou o Cruzeiro entre dezembro de 2019 e maio de 2020. A primeira decisão foi manter Enderson Moreira, contratado em março para substituir o demitido Adilson Batista.

 

O lateral-esquerdo Giovanni, ex-América, que estava no Bahia, chegou para reforçar a equipe do Cruzeiro(foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
O lateral-esquerdo Giovanni, ex-América, que estava no Bahia, chegou para reforçar a equipe do Cruzeiro (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

 

Dentro de campo, a nova administração também optou por mudanças arrojadas. Dois líderes do atual elenco, o lateral-direito Edilson e o meia Robinho acabaram dispensados pelo Cruzeiro no início de junho, tão logo as atividades presenciais foram restabelecidas na Toca da Raposa II. O clube alegou que tomou a decisão em função da situação financeira delicada que atravessa.

 

Por outro lado, a nova administração acertou os retornos do lateral-esquerdo Patrick Brey, que disputou o Campeonato Paulista pela Ferroviária, e do volante Henrique, emprestado ao Fluminense no início da temporada. Enquanto o primeiro vive a expectativa de reestrear já neste domingo, contra a URT, pelo Campeonato Mineiro, o segundo ainda aguarda com ansiedade o retorno aos treinos, após grave acidente de carro sofrido em Brumadinho, na Grande BH.

 

O elenco também ganhou novas caras: o lateral-direito Raúl Cáceres, ex-Cerro Porteño; o lateral-esquerdo Giovanni, ex-Bahia; o meia Régis, ex-Bahia, além dos atacantes Guilherme, ex-Ituano, e Claudinho, ex-Ferroviária. Todos já se juntaram ao grupo comandado por Enderson Moreira. O próximo deverá ser Daniel Guedes, lateral-direito do Santos com negociação encaminhada para vestir a camisa celeste.

 

O atacante colombiano Angulo foi devolvido ao Palmeiras antes mesmo de fazer a sua estreia(foto: Igor Sales/Cruzeiro )
O atacante colombiano Angulo foi devolvido ao Palmeiras antes mesmo de fazer a sua estreia (foto: Igor Sales/Cruzeiro )

 

A lista de pratas da casa que serão observados pelo treinador em 2020 também aumentou durante a paralisação. O Cruzeiro anunciou as promoções do zagueiro Paulo (18 anos) e dos atacantes Stênio (17) e Riquelmo (18). Por outro lado, acertou a transferência do zagueiro Edu, que havia sido promovido pelo técnico Adilson Batista em janeiro. Pela negociação com o Athletico, a Raposa recebeu cerca de R$ 2,5 milhões.

 

Na mesma esteira de Edu, ainda deixaram o Cruzeiro o atacante Jhonata Robert, que retornou ao Grêmio e deverá se transferir para um clube português; Everton Felipe, hoje no Atlético-GO, e o lateral-esquerdo Rafael Santos, emprestado à Chapecoense. O lateral-direito Valdir e os atacantes Alexandre Jesus e Caio Rosa, utilizados por Adilson no primeiro trimestre, voltaram para as categorias de base

 

EXPECTATIVA Com todas essas ausências, mudanças e novidades, o Cruzeiro entrará em campo no próximo domingo, diante da URT, às 11h, no Mineirão, para começar a descobrir se o caminho percorrido até aqui renderá bons frutos. O primeiro objetivo já bate à porta. Para conseguir se classificar às semifinais do Estadual, a Raposa, 5ª colocada da tabela, precisa vencer seus dois jogos e ainda torcer contra a Caldense, em 4º lugar e último clube da zona de classificação. América, Tombense e Atlético completam, nesta ordem, o G4.

 

O zagueiro Leo e o volante Henrique, que aguarda ansioso o retorno aos treinos, após grave acidente de carro(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro )
O zagueiro Leo e o volante Henrique, que aguarda ansioso o retorno aos treinos, após grave acidente de carro (foto: Bruno Haddad/Cruzeiro )

 

Para o reinício dos jogos, Enderson não terá à disposição dois jogadores considerados titulares para a sequência da temporada: o volante Jadsom e o meia Maurício. A dupla cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo recebido no último jogo – derrota por 1 a 0 para o Coimbra, em 15 de março, no Independência.

 

De última hora, o treinador ainda teve notícia de mais um desfalque. Cotado para iniciar a partida, Angulo acabou devolvido ao Palmeiras ontem. Os paulistas, que detêm os direitos econômicos, solicitaram o retorno imediato do atacante colombiano após o empréstimo de Dudu ao Al Duhail, do Catar.

 

O provável Cruzeiro para o jogo de reestreia no Campeonato Mineiro tem Fábio; Raúl Cáceres, Leo, Cacá e João Lucas; Ariel Cabral e Jean; Stênio, Régis e Patrick Brey; Marcelo Moreno. A título de comparação, essa formação tem oito nomes diferentes da última escalação da Raposa para um jogo oficial.

 

 

Classificação 

 

Clubes PG J V E D GF GC S A(%)

1. América  21  15  77.8

2. Tombense  20  15  10  74.1

3. Atlético  18  15  66.7

4. Caldense  17  14  63.0

5. Cruzeiro  14  12  10  51.9

6. Patrocinense  12  10  44.4

7. Uberlândia  11  11  -2  40.7

8. URT  11  12  -7  40.7

9. Boa  10  -2  29.6

10. Coimbra  -5  25.9

11. Villa Nova  17  -8  14.8

12. Tupynambás  21  -15  11.1 

 

10ª RODADA - 26/7/2020

 

10h Uberlândia x Villa Nova

11h    Cruzeiro  URT

16h    América  Atlético

16h    Patrocinense  Boa

16h   Tupynambás  Caldense

21h30  Coimbra  Tombense 

 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade