Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Barça anuncia Griezmann, mas Atlético quer mais 80 milhões de euros


postado em 13/07/2019 04:08

Griezmann assinou com o clube catalão até 2024. Clube colchonero recorre à Justiça para receber mais na transação(foto: JOSE JORDAN/AFP - 18/5/19)
Griezmann assinou com o clube catalão até 2024. Clube colchonero recorre à Justiça para receber mais na transação (foto: JOSE JORDAN/AFP - 18/5/19)


A novela envolvendo o atacante francês Antoine Griezmann, o Atlético de Madrid e o Barcelona parecia ter tido o capítulo final ontem, com o pagamento da multa rescisória de 120 milhões de euros (R$ 505 milhões) para o jogador deixar Madri e assinar por cinco temporadas com o clube da Catalunha. Só que, horas depois, a diretoria colchonera divulgou comunicado oficial informando considerar insuficiente o valor pago pelo Barça.

O Atlético alega que o valor correto seria de 200 milhões de euros (R$ 841 milhões), pois o acordo entre Barcelona e Griezmann teria sido feito antes de 1º de julho, quando a cláusula de rescisão do jogador caiu de 200 para 120 milhões de euros. O francês, inclusive, anunciou, em 14 de maio, que não jogaria mais em Madri.

“O Atlético de Madrid considera que o montante depositado é insuficiente para cumprir a cláusula de rescisão, uma vez que é óbvio que o compromisso do jogador com o Barcelona foi fechado antes da citada cláusula ter sido reduzida”, escreveu o clube.

Ainda de acordo com o comunicado oficial, o Atlético de Madrid informa que vai à Justiça em busca de seus direitos e interesses para conseguir o valor considerado justo pela transferência do atacante ao Barcelona.

“O Atlético de Madrid crê que a finalização do contrato ocorreu antes do final da temporada passada, devido a eventos, atos e manifestações do jogador e, por isso, já demos início aos procedimentos que consideramos oportunos para a defesa de nossos direitos e interesses legítimos”, completou o clube colchonero.

Griezmann, campeão do mundo com a França em 2018, assinou contrato até 2024 com o Barcelona, com multa fixada em 800 milhões de euros (R$ 3,36 bilhões). Ela é maior até que a do craque argentino Lionel Messi, seu novo companheiro de time, que é de 700 milhões de euros (R$ 2,94 bilhões) – até então a maior do grupo catalão.


Publicidade