Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Uma fã muito especial


postado em 19/06/2019 04:09



Enquanto Marta marcava na França seu 17º gol em Copas – que lhe rendeu o recorde na artilharia dos Mundiais nas categorias masculino e feminino –, uma pessoa em especial vibrava muito em BH: Vera Lúcia Pereira, sua treinadora no Santa Cruz, no início da carreira da camisa 10, que sonha em ver o Brasil campeão mundial, o que para ela, seria o prêmio maior para a jogadora.

Vera Lúcia não se esquece do dia em que Marta chegou ao Santa Cruz. “Ela era alegre, extrovertida e humilde. E continuou assim até os dias de hoje. Isso é o mais importante, pois é uma pessoa simples, desprovida de vaidade.” Ontem, assistindo à vitória do Brasil contra a Itália, decidido com um gol de Marta, de pênalti, Vera não se conteve e tietou: “Ela é demais. Foi goleira de um lado e bola do outro. Essa é a Marta. Tranquila nos momentos decisivos.”

O recorde, para a treinadora, é um prêmio à atleta. Ela lembra que não é à toa que Marta é foi eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo. E sonha com um futuro especial, ainda nessa Copa. “O Brasil tem de ser campeão do mundo. Torço muito pra isso. E tem de ser agora, com a Marta. É só o que falta pra ela. Ela merece esse título. O Brasil não pode ser campeão com nenhuma outra jogadora, mas sim com ela, que é a referência mundial do futebol feminino.”

E se isso acontecer, Vera Lúcia espera um momento especial. “Eu quero que isso aconteça e que depois, na chegada ao Brasil, possa me encontrar com ela. Seria a realização da minha vida. Já pensou, receber e dar um abraço na Marta? Seria o máximo.”


Publicidade