UAI
Publicidade

Estado de Minas 'CARTEIRA ASSINADA'

Alexandre Silveira chama Paulo Guedes de 'empregado do sistema financeiro'

Senador que tentará a reeleição tem tido divergências com o ministro da Economia, que demonstrou resistência à expansão de auxílios sociais


02/08/2022 14:57 - atualizado 02/08/2022 14:57

O senador Alexandre Silveira durante entrevista ao Estado de Minas
Alexandre Silveira (foto) criticou a política econômica do governo federal (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 2/8/22)
O senador Alexandre Silveira (PSD-MG) chamou Paulo Guedes, ministro da Economia, de "empregado do sistema financeiro". A declaração foi dada nesta terça-feira (2/8), durante a participação de Silveira no "EM Entrevista", podcast de Política do Estado de Minas. Segundo o candidato à reeleição, a postura de Guedes à frente de sua pasta tem impedido a implementação de políticas de apoio aos mais pobres.

"Ele é empregado do sistema financeiro nacional. Deve ter carteira assinada com eles. Interessa é ser rígido no pagamento dos juros, sem reconhecer as necessidades sociais tão prementes à população brasileira", disse o parlamentar.

Segundo Silveira, houve, por parte de Bolsonaro, uma concentração, em torno de Guedes, de atribuições de ministérios extintos, como o do Desenvolvimento Social.

"O maior erro do atual governo foi ter entregue as políticas sociais ao ministro da Economia. O ministro da Economia conhece é de pagar juros a banqueiros; ele é empregado da Faria Lima. Quem determina as políticas sociais no país, hoje, são os banqueiros", emendou, em menção à famosa avenida de São Paulo que concentra investidores e agentes ligados ao sistema econômico.

O imbróglio público entre o senador e Paulo Guedes começou após o parlamentar apresentar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que aumenta para R$ 600, até o fim deste ano, o Auxilio Brasil. O benefício estava originalmente fixado em R$ 400. O texto, que também concede outras ajudas financeiras, como um subsídio para a compra de gás de cozinha, foi chamado de "kamikaze" pelo ministro.

"É uma pessoa completamente insensível à realidade do país, que não conhece as várias regiões do Brasil. O grande problema dele é que seu sapato nunca viu um dedo de poeira. É alguém muito teórico, que saiu da Universidade de Chicago e foi para a Faria Lima. Só pensa em pagar os juros da dívida", rebateu Silveira.


Conversa com Bolsonaro sobre o ministro


Ao EM, Alexandre Silveira contou ter se queixado de Paulo Guedes durante conversa com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

"Disse ao presidente: 'o senhor cometeu um grande erro ao não colocar o ministro da Economia em um avião com o senhor para rodar o Nordeste brasileiro, ao Jequitinhonha, ao Mucuri e a Montes Claros'. Ele deu uma risada, mas não falou nada", lembrou.

"Atravessamos um momento de pandemia e um momento de guerra, quando o preço do combustível ficou completamente inacessível à classe média. Mais inacessível ainda (ficou) a vida dos pobres", pontuou.

 

O "Beabá da Política"

série Beabá da Política reuniu as principais dúvidas sobre eleições em 22 vídeos e reportagens que respondem essas perguntas de forma direta e fácil de entender. Uma demanda cada vez maior, principalmente entre o eleitorado brasileiro mais jovem. As reportagens estão disponíveis no site do Estado de Minas e no Portal Uai e os vídeos em nossos perfis no TikTokInstagramKwai YouTube.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade