UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Zema sobre Bolsonaro: 'Tem feito aquilo que é possível pelo Brasil'

Embora tenha ressaltado esforços do Presidente da República, governador mineiro cobrou avanços em eventual segundo mandato


27/07/2022 15:24 - atualizado 27/07/2022 18:39

O governador mineiro, Romeu Zema
Embora tenha elogiado Bolsonaro, Zema (foto) cobrou o presidente durante entrevista (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press )
O governador Romeu Zema (Novo) disse ontem que o presidente Jair Bolsonaro, do PL, "Tem feito aquilo que é possível pelo Brasil". A declaração faz parte de entrevista a ser veiculada nesta quinta-feira (28/7), no canal do YouTube do programa "Café com Matte", do jornalista Marcelo Matte.

Apesar do elogio, Zema sustentou a necessidade de evolução da gestão federal caso Bolsonaro consiga renovar o mandato.

"É uma pessoa (Bolsonaro) que, no meu entender, tem feito aquilo que é possível pelo Brasil. Tem falhas? Tem. Poderia ter tratado melhor a questão da pandemia? Poderia. Poderia ter tratado melhor outras questões, investimentos, privatizações? Poderia. Eu, como governador, posso dizer que muita coisa depende do Legislativo também. É um governo que pode melhorar muito caso venha a ter um segundo mandato", disse.

No mês passado, durante participação no "EM Entrevista", podcast de Política do Estado de Minas, Zema chegou a cobrar publicamente o presidente ao afirmar que o governo federal "poderia ter fuito mais por Minas Gerais".

Tentativas de aproximação


Neste ano, Bolsonaro tentou se aproximar de Zema a fim de construir uma aliança eleitoral. Em maio deste ano, durante passagem por Belo Horizonte, o presidente afirmou, em direção ao governador, que "em time que está ganhando, não se mexe". No mês anterior, em Uberaba, ele ergueu a mão do político do Novo diante de apoiadores.

Antes, em fevereiro, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) esteve em BH para tentar convencer Zema a apoiar publicamente a reeleição do pai. À época, porém, os esforços foram em vão.

Apesar dos afagos vindos de Brasília, Zema tem declarado apoio a Felipe d'Avila, presidenciável do Novo. Para garantir um palanque a Bolsonaro em Minas, o PL tem o senador Carlos Viana como pré-candidato ao governo. Na semana passada, porém, os liberais não referendaram a candidatura de Viana durante a convenção estadual. Postergada, a decisão terá de ser tomada até o próximo dia 5.

No PL, há defensores do apoio a Zema em detrimento a Viana. O deputado estadual Léo Portela, por exemplo, é um dos simpáticos à ideia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade