UAI
Publicidade

Estado de Minas CPI DO MEC

'Está todo mundo pensando em eleição', diz Mourão sobre CPI do MEC

Segundo o vice-presidente, política nacional estaria direcionada às eleições de outubro e, por conta do tempo curto, comissão parlamentar 'não iria para frente'


27/06/2022 15:38 - atualizado 27/06/2022 16:36

Vice-presidente sorri; à frente dele, uma pequena bandeira do Brasil
Mourão acredita que o tempo é curto para CPI do MEC, devido à maior preocupação com eleições (foto: Romério Cunha/ VPR )


vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou, nesta segunda-feira (27/6), que a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o objetivo de investigar crimes de tráfico de influência no Ministério da Educação (MEC) "é complicada". Isso porque, segundo o general, a política nacional estaria direcionada às eleições de outubro e, por conta do tempo curto, "não iria para frente".

"Acho complicado [a CPI ser bem sucedida], porque está todo mundo pensando em eleição, não é? Mas aí, em três meses, tem essa eleição", afirmou a jornalistas na chegada ao Palácio do Planalto. "Então, eu acho que falta tempo para isso aí progredir. Acho também que não vai para frente", acrescentou.


Mourão também afirmou que a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro não deve refletir negativamente no presidente Jair Bolsonaro (PL).

"Eu julgo que não, até porque ela [a prisão] durou pouco tempo e foi algo, na minha visão, um tanto quanto apressada, uma decisão que talvez não fosse a melhor, colocar uma prisão preventiva aí, indícios fracos dos prováveis crimes. Vamos aguardar o trabalho de investigação que está sendo feito pela Polícia Federal e pelo Ministério Público", concluiu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade