UAI
Publicidade

Estado de Minas MUDANÇA

Deputado líder de Zema na Assembleia deixa o PSDB e se filia ao PMN

Gustavo Valadares, que encabeça articulações do governo no Legislativo desde o ano passado, vai ser o único deputado estadual mineiro da nova sigla


01/04/2022 16:39 - atualizado 01/04/2022 17:00

O deputado estadual Gustavo Valadares
Veterano na Assembleia, Gustavo Valadares tem nova casa (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
O deputado estadual Gustavo Valadares, líder do governo de Romeu Zema (Novo) na Assembleia Legislativa, anunciou a saída do PSDB nesta sexta-feira (01/04). O parlamentar vai se filiar ao Partido da Mobilização Nacional (PMN).

Mesmo com a mudança, Valadares não vai deixar a liderança de Zema no Parlamento estadual. O ex-tucano pretende renovar o mandato de deputado estadual na eleição de outubro.

"Este não é um momento fácil. Mas o que seria do futuro se nossas esperanças não se renovassem? Portanto, é com este mais alto sentimento que quero deixar aqui meus mais sinceros agradecimentos e meu reconhecimento a cada membro do PSDB de Minas Gerais", disse o parlamentar.

Na carta em que comunica a desfiliação do PSDB, Valadares tece elogios aos antigos colegas e rende agradecimentos especiais ao deputado federal Aécio Neves e ao presidente estadual tucano, Paulo Abi-Ackel.

"Neste tempo de travessia quero reafirmar meu compromisso com cada mineira e com cada mineiro deste estado. Estarei onde sempre estive: ao lado de cada um de vocês", afirmou.

O deputado estadual é filho de Ziza Valadares, deputado federal constituinte e ex-presidente do Atlético. Em 2008, Gustavo Valadares foi candidato a prefeito de Belo Horizonte pelo DEM. Depois, rumou ao PSDB. O PMN não tinha nenhum representante na atual legislatura estadual.

Ele é o líder do governo Zema na Assembleia desde o ano passado. Antes, passaram pelo posto o já falecido Luiz Humberto Carneiro (PSDB) e Raul Belém (PSC).

 

PSDB pode ter mais baixas

A transferência de Valadares ocorre na esteira da janela partidária, que se encerra hoje. O período é destinado aos políticos que querem mudar de sigla sem risco de perder os mandatos que exercem.

Na Assembleia Legislativa, o PSDB deve perder ao menos mais um parlamentar. Isso porque Antonio Carlos Arantes tem tratativas muito avançadas com o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro — de quem é simpatizante.

Semana de decisões na política

Outros deputados estaduais também se movimentaram. Professor Cleiton, por exemplo, deixou o PSB rumo ao PV. Arlen Santiago, de longa trajetória no PTB, escolheu o Avante. Há, também, o caso de Cleitinho Azevedo, que se mudou do Cidadania para o PSC a fim de emplacar uma pré-candidatura ao Senado Federal.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade