UAI
Publicidade

Estado de Minas PALÁCIO TIRADENTES

Janones vê Minas com 'bom problema' em eventual disputa entre Zema e Kalil

Pré-candidato do Avante ao Palácio do Planalto indica que partido deve apoiar a reeleição do governador, mas ressalta predicados do prefeito de BH


28/01/2022 19:00 - atualizado 28/01/2022 18:45

André Janones, deputado federal, concede entrevista na sede do Estado de Minas
O deputado federal André Janones deseja disputar a presidência da República neste ano (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
O Avante, partido do deputado federal André Janones, pré-candidato à presidência da República, caminha para apoiar a reeleição de Romeu Zema (Novo) ao governo de Minas Gerais. Os deputados estaduais da legenda que compõem a Assembleia Legislativa estão na base aliada ao Palácio Tiradentes. Para Janones, a possível disputa entre Zema e Alexandre Kalil (PSD), prefeito de Belo Horizonte, trará uma espécie de "bom problema" ao eleitor mineiro.

"Há dois candidatos [Zema e Kalil] muito bem avaliados, com trabalho para mostrar, números a apresentar e que dialogam com o eleitor, que vai ter que escolher entre um ou outro. Vejo bom cenário para a política de Minas e com bons olhos o momento do estado", disse ele, nesta sexta-feira (28/1), em entrevista ao Estado de Minas.

Deputado federal em primeiro mandato, Janones crê que o Avante vai, mesmo, escolher apoiar Zema. A reportagem apurou que, de fato, existem conversas neste sentido.

"Na maioria dos estados, você não consegue enxergar um bom candidato, que tenha trabalho para mostrar. Minas talvez seja o único estado que tem um bom problema", afirmou o parlamentar. Zema tem aparecido à frente de Kalil nas sondagens sobre intenção de voto.

Em novembro, por exemplo, o Instituto Paraná Pesquisas apontou que o governador tinha 46,5% da preferência do eleitorado, ante 22,5% do prefeito belo-horizontino.

Kalil ainda não bateu o martelo sobre a participação na disputa estadual. No entanto, quem já se coloca como pré-candidato é o senador Carlos Viana (MDB).

No poder Executivo estadual, as negociações para o apoio de partidos à candidatura de Zema são conduzidas por Igor Eto, secretário de Governo. Além do Avante, a tendência é que o Novo se una ao PP, do deputado federal Marcelo Aro, líder do governo mineiro no Congresso Nacional.

No Partido Liberal (PL), que filiou Jair Bolsonaro recentemente, também há quem defenda apoiar Zema. 

Avante busca vaga no Senado e mira presidente da AMM


A disputa estadual ainda tem o panorama bem indefinido, mas os partidos já começaram a arquitetar alguns movimentos. O Avante de Janones, por exemplo, busca emplacar uma candidatura ao Senado Federal. O nome predileto é o de Julvan Lacerda, presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), de trajetória no MDB.

O convite oficial a Julvan foi feito no fim do ano passado. O Avante tem buscado prefeitos para alavancar a influência do partido no interior. Em 2020, a sigla conquistou 50 prefeituras mineiras - em crescimento de 834% em relação aos resultados de 2016. A ideia é se aproximar da marca de 100 gestores municipais no estado.

A corrida ao Senado deve ter, ainda, Alexandre Silveira (PSD), que vai assumir a vaga do também pessedista Antonio Anastasia, de mudança para o Tribunal de Contas da União (TCU). O PT, por sua vez, cogita o deputado federal Reginaldo Lopes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade