UAI
Publicidade

Estado de Minas DADOS VAZADOS

'Não sou fiscal de dados do ministério', diz Queiroga

Dados pessoais de médicos que defendem a vacinação infantil foram vazados ilegalmente na internet; questionado sobre o tema, ministro da saúde foi evasivo


07/01/2022 08:29 - atualizado 07/01/2022 09:18

Marcelo Queiroga dá entrevista à imprensa
Ministro Marcelo Queiroga concedeu entrevista e falou sobre vazamento de dados (foto: GloboNews/Reprodução)

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga afirmou não ser 'fiscal de dados do ministério' ao ser questionado sobre a divulgação de dados pessoais de médicos que participaram da audiência pública sobre vacinação infantil.

 

 Nos últimos dias, informações como o telefone e o e-mail de três médicos foram vazados ilegalmente na internet a partir de documentos do Ministério da Saúde.  

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), apoiadora do presidente Jair Bolsonaro, admitiu ao jornal O Globo que repassou as informações pessoais dos especialistas em grupos de WhatsApp.

 

Durante entrevista coletiva, o ministro Marcelo Queiroga disse que não participou da audiência pública sobre a vacinação infantil e que nada foi feito 'dentro do ministério'.

"Qualquer um que participa de audiências públicas, eles tem que ser declarados e publicizados. Qualquer conflitos de interesses precisam ser declarados e públicos", disse ele. 

 

O ministro também não explicou como a deputada Bia Kicis teve acesso aos documentos. 


* Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade