UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Senado Rodrigo Pacheco oficializa saída do DEM para se filiar ao PSD

Presidente do Senado Federal vai oficializar a filiação ao Partido Social Democrático na próxima quarta-feira (27/10)


22/10/2021 11:51 - atualizado 22/10/2021 12:18

Na foto, presidente do Senado, Rodrigo Pacheco
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, sai do partido Democratas para se filiar ao PSD (foto: Agência Senado)
O presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco, confirmou, nesta sexta-feira (22), a troca de partido, saindo do Democratas e se filiando ao Partido Social Democrático (PSD).  Ele já havia informado que faria a troca há alguns dias .

No comunicado emitido pelo senador mineiro, atrás das redes sociais, o político externou sua gratidão e respeito ao Democratas, na figura do presidente da legenda, ACM Neto, pela convivência respeitosa enquanto foi filiado à sigla.

“Comunico que, nesta data, tomei a decisão de me filiar ao PSD, a convite de seu presidente, Gilberto Kassab. Agradeço aos filiados, colegas e amigos do Democratas de Minas Gerais e de todo o país o período de convivência partidária saudável e respeitosa. Meus agradecimentos especiais ao presidente ACM Neto pela atenção a mim sempre dispensada e manifesto meus votos de sucesso ao recém-criado União Brasil, na pessoa de seu presidente, deputado Luciano Bivar”, disse Pacheco.

Print do tweet do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, anunciando saída do DEM
Rodrigo Pacheco anuncia saída do DEM para se filiar ao PSD (foto: Reprodução/Twitter)


O ato de filiação de Rodrigo Pacheco ao PSD ocorrerá na próxima quarta-feira (27/10), no Memorial JK, em Brasília. Com a filiação de Pacheco, o PSD passará a ter 12 senadores e continua como a segunda maior bancada do Senado

Eleições 2022

Rodrigo Pacheco é o nome desejado pelo  presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, para concorrer à presidência nas eleições de 2022 . "Só há o Rodrigo Pacheco. É o nosso plano A, plano B e plano C. Sou muito intuitivo. Não trabalho com esse cenário (recusa de Pacheco em disputar o Planalto). Acho que o Rodrigo vai aceitar, sim, e será o nosso candidato", disse, em tom enfático em uma entrevista exclusiva ao Estado de Minas .


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade