UAI
Publicidade

Estado de Minas OFÍCIO

Hospital diz que Jefferson pode ter alta e reclama de custos para mantê-lo

Bolsonarista está preso desde agosto por ataques a instituições democráticas


09/10/2021 20:31 - atualizado 09/10/2021 20:48

Roberto Jefferson. do PTB
Ex-deputado é conhecido por aproximação a Bolsonaro e ataques à democracia (foto: Reprodução)
O Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro (RJ), solicitou à Polícia Federal o envio de agentes para escoltar o ex-deputado federal e expoente do bolsonarismo  Roberto Jefferson  (PTB). Detido por ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), ele está internado desde o início de setembro. Em ofício enviado à PF, a casa de saúde afirma que o político pode ser liberado da atenção hospitalar. Há reclamações sobre o custo para mantê-lo sob monitoramento.

A alta foi dada na quarta-feira (6/10). O ofício do hospital foi repassado pela PF ao ministro Alexandre de Moraes, do STF. A casa de saúde alega que "não tem mais condições de suportar os ônus financeiro e humano decorrentes dessa vigilância privada 24 horas por dia". As informações são do site G1. 

Jefferson aguarda Moraes decidir se volta a uma carceragem ou se segue para a prisão domiciliar. Ele foi detido em 13 de agosto. Aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o petebista teve a prisão expedida por compor grupo que, na visão do ministro do STF, atua para "desestabilizar as instituições republicanas". O bolsonarista foi acometido por uma infecção urinária e, já no hospital, passou por um cateterismo

Filha será expulsa de partido


Nesta semana,  o PTB resolveu expulsar a ex-deputada federal Cristiane Brasil  dos quadros da legenda. Quem também sairá, segundo a direção nacional da agremiação, é o blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade