UAI
Publicidade

Estado de Minas CPI DA COVID

Tebet sobre ser chamada de 'descontrolada': 'Senado não aceita desrespeito'

Wagner Rosário, ministro da CGU, discutiu com a senadora durante depoimento na CPI da COVID


21/09/2021 16:52 - atualizado 21/09/2021 17:55

Simone Tebet durante entrevista coletiva, logo após o fim da reunião da CPI da COVID nesta terça
Simone Tebet durante entrevista coletiva, logo após o fim da reunião da CPI da COVID nesta terça (foto: Roque de Sá/Senado Federal)
A senadora Simone Tebet (MDB-MS) afirmou nesta terça-feira (21/9) que o Senado Federal "não aceita desrespeito", em resposta a Wagner Rosário, ministro da Controladoria-Geral da União (CGU).  Ela foi chamada de "descontrolada" durante uma discussão com Rosário, depoente na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID .

"Mas esta é uma Casa que não aceita desrespeito, não aceita arrogância, não aceita petulância e não aceita mentiras. Isso é muito importante deixar para os próximos que virão. É o momento de serenar, ele não só, depois, ele insistiu no erro em relação a outros parlamentares que se exaltaram. Mas, no meu caso, como sou da paz, eu sou advogada, é natural que em determinado momento de arroubos se fala o que se fala", afirmou, ao deixar a CPI.
 
A discussão elevou os ânimos dos parlamentares que participavam da CPI, alguns acusando o depoente de machismo, e a reunião foi encerrada. Tebet disse que Rosário pediu desculpas, mas não publicamente. "Eu disse para ele serenar, e ele fez um pedido, ali, privado, embora deveria ser público. Mas para mim é página virada", disse.

Anteriormente, Simone Tebet pediu para que os próximos depoentes cheguem "desarmados" à CPI. Nesta quarta-feira (22/9), Pedro Benedito Batista Júnior, diretor-executivo da empresa Prevent Senior, depõe à CPI.

"Foi muito tenso, porque, acho que esse é o problema e até faço aqui um pedido para os próximos testemunhos e depoentes que venham: não venham armados. Venham desarmados, prontos para responder. Porque esta é uma Casa que sabe tratar com respeito qualquer depoente, qualquer pessoa que venha e esteja na mesa de uma Comissão Parlamentar de Inquérito."
 

O que é uma CPI?

As comissões parlamentares de inquérito (CPIs) são instrumentos usados por integrantes do Poder Legislativo (vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores) para investigar fato determinado de grande relevância ligado à vida econômica, social ou legal do país, de um estado ou de um município. Embora tenham poderes de Justiça e uma série de prerrogativas, comitês do tipo não podem estabelecer condenações a pessoas.

Leia também:  Entenda como funciona uma CPI


O que a CPI da COVID investiga?

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade