UAI
Publicidade

Estado de Minas POLÊMICA

Documentos sobre licitação de ônibus em BH reaparecem após sumiço

Papéis eram procurados desde o começo do ano, mas foram localizados somente na semana passada. Polícia Civil e Ministério Público serão acionados


13/09/2021 18:37 - atualizado 13/09/2021 23:24

Documentos encontrados devem ser analisados pela CPI da BHTrans, Polícia Civil e Ministério Público de Minas Gerais
Documentos encontrados devem ser analisados pela CPI da BHTrans, Polícia Civil e Ministério Público de Minas Gerais (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
O reaparecimento de documentos relativos ao processo de licitação para a escolha das empresas de ônibus de Belo Horizonte virou caso de polícia. Os papéis, que eram procurados pela Empresa de Transportes e Trânsito de BH (BHTrans) desde o começo do ano, foram entregues por um ex-funcionário da autarquia nesta segunda-feira (13/9). Um boletim de ocorrência será aberto para apurar o caso.

De acordo com a BHTrans, oito caixas com documentos sobre o processo licitatório do transporte coletivo da capital mineira, que ocorreu em 2008, foram localizadas na última sexta-feira (10/9). Nesta segunda, um ex-gerente da BHTrans fez a retirada dos papéis na empresa que faz a guarda documental da autarquia, entregando tudo na própria BHTrans.
Com isso, a BHTrans informou que fará um boletim de ocorrência na Polícia Civil e que ainda registrará uma notícia crime no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

As caixas serão arquivadas no cofre do Centro de Operações da Prefeitura de BH (COP-BH). Os documentos devem ser analisados pelos vereadores que fazem parte da CPI da BHTrans, na Câmara Municipal. Um dos pontos investigados pela comissão é justamente o processo licitatório de 2008.

Além da CPI, a Polícia Civil e o Ministério Público devem analisar os papéis.

Resposta


Por meio de nota, a Polícia Civil afirmou que o caso será investigado "existindo elementos que apontem a suspeita de prática de crime". Leia a resposta na íntegra:

Sobre o reaparecimento de documentos relativos a processo de licitação para a escolha de empresas de ônibus de Belo Horizonte, a Polícia Civil de Minas Gerais informa que ainda não há registro do fato e que, existindo elementos que apontem a suspeita de prática de crime, procederá à sua apuração. Não foi a Polícia Civil acionada pela BHTRANS. A PCMG reforça que, nesta segunda-feira (13), não houve nenhuma operação ou cumprimento de mandado de busca e apreensão pela Instituição sobre esse caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade