UAI
Publicidade

Estado de Minas FILIAÇÃO

Bolsonaro sobre filiação: 'PP passa a ser uma possibilidade nossa'

Após revés no Patriota, presidente tem mantido conversas com PSC, PTB, Pros e PL; ida de Ciro Nogueira (PP-PI) para Casa Civil aumenta a chance de acerto


23/07/2021 11:42 - atualizado 23/07/2021 11:47

(foto: Alan Santos/PR)
(foto: Alan Santos/PR)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta sexta-feira (23/7), que sua filiação ao Progressistas é uma "possibilidade". A declaração foi feita em entrevista à rádio Grande FM. O mandatário destacou, ainda, que gostaria de ir para um partido sobre o qual tivesse domínio, mas disse que isso "está difícil".

"Tentei e estou tentando um partido que eu possa chamar de meu e possa, realmente, se for disputar a Presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. Então, o PP passa a ser uma possibilidade de filiação nossa", relatou.

Porém, o presidente afirmou que ainda não tem nenhum partido certo para ingressar. "Infelizmente, ainda não tenho. Gostaria de tê-lo, mas por enquanto não apareceu nenhum partido. A busca de um partido é algo bastante normal."

Bolsonaro já afirmou que, na próxima semana, fará uma "pequena reforma ministerial", na qual está prevista a ida do senador Ciro Nogueira (PP-PI) para a Casa Civil. O general Luiz Eduardo Ramos, que atualmente comanda a pasta, irá para a Secretaria-Geral, e Onyx Lorenzoni deixará esse cargo para ocupar o novo Ministério do Emprego e Previdência, a ser criado.

O presidente também minimizou, nesta quinta-feira (22/7), a aliança com o Centrão, sacramentada com a indicação do senador Ciro Nogueira para a Casa Civil. O mandatário defendeu que a nomenclatura "Centrão" é um nome pejorativo, e admitiu fazer parte do bloco.

Ciro Nogueira é um dos expoentes da ala do Centrãoe, atualmente, preside o Progressistas (PP). A ida dele para a Casa Civil vai preparar o caminho para a filiação de Bolsonaro, atualmente sem partido. Além disso, aliados acreditam que Nogueira pode ajudar na interlocução de Bolsonaro com o Centrão em um momento de fragilidade da relação do governo com o Congresso.

Ao jornal O Globo, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) afirmou que a proximidade que o presidente e Ciro passarão a ter diariamente facilitará a migração para a legenda. Bolsonaro também já foi filiado ao partido por 16 anos. No entanto, o filho "01" do chefe do Executivo lembrou à publicação que o PP mantém alianças com o PT em estados do nordeste.

"O PP é um grande partido que sempre nos acolheu muito bem. Mas o convite ao Ciro não tem a ver com a possível ida para o PP. Ocorreu porque Ciro é um excepcional nome, que transita muito bem no Congresso. Tem a nossa confiança. O próprio Ciro já tinha falado, antes do convite para a Casa Civil, que estava aberto para conversar sobre a ida do Bolsonaro para o PP. Pela proximidade, já que passará a estar mais próximo na rotina do dia a dia, o PP tende a estar em conversas mais próximas para a filiação do presidente Bolsonaro do que os outros partidos com os quais há conversa", observou.

No último dia 20, o presidente afastado do Patriota, Adilson Barroso, afirmou à reportagem que o presidente Jair Bolsonaro não mais se filiará ao Patriota por conta da mudança no comando da sigla. O chefe do Executivo tem mantido conversas com os partidos PSC, PTB e Pros, além do PP e do PL.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade