Publicidade

Estado de Minas ESTADO DE SAÚDE

Damares pede orações para Bolsonaro: ''Orem hoje e sempre''

De acordo com o Planalto, a princípio o presidente ficará em observação por 48 horas, após sentir fortes dores e reclamar de soluço persistente


14/07/2021 13:23 - atualizado 14/07/2021 13:38

(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, está apreensiva com o estado de  saúde do presidente Jair Bolsonaro.

 

 

Na manhã desta quarta-feira (14/7), ele recorreu ao Twitter para fazer um apelo a seus seguidores: ''Orem por nosso presidente hoje e sempre''.

Suspeita

Conforme apurou o Correio Braziliense, a  suspeita é que o presidente esteja com um quadro de obstrução intestinal, por motivo que ainda está sendo avaliado. O médico Antônio Luiz Macedo, oncologista que operou o presidente após ele ser atingido com uma facada em 2018, está se deslocando à Brasília para compor a equipe de investigação do quadro clínico.

 

De acordo com o Planalto, a princípio o presidente ficará em observação por 48 horas. No fim de semana, enquanto estava no Rio Grande do Sul, Bolsonaro precisou deixar um evento e foi atendido por uma equipe médica apresentando uma crise de soluços. Esse tipo de sintoma pode representar problemas intestinais.


De acordo com fontes no governo, os compromissos do presidente nos próximos dias estão sendo cancelados. Uma reunião entre os chefes dos Três Poderes que iria ocorrer nesta quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) foi cancelada. Apenas o presidente do Supremo, Luiz Fux, e da Câmara, Arthur Lira, se encontram durante a tarde.


Uma reunião do presidente com os partidos PSC, PTB e Pros, que ocorreria nesta quarta-feira também foi adiada para o dia 22. O encontro tem como foco discussões sobre a filiação do capitão da reserva para as eleições de 2022.

 

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade