Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Zelotes: Justiça absolve Lula de suspeita de favorecimento

A acusação era de que Lula teria editado uma medida provisória para favorecer empresas do setor automotivo em troca de recebimento de propina


21/06/2021 16:32 - atualizado 21/06/2021 17:04

Lula deve ser candidato nas eleições presidenciais de 2022(foto: PT/Reprodução)
Lula deve ser candidato nas eleições presidenciais de 2022 (foto: PT/Reprodução)
A Justiça Federal absolveu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ex-chefe de gabinete Gilberto Carvalho e outras cinco pessoas acusadas pelo Ministério Público Federal de favorecer montadoras por meio de uma edição na Medida Provisória 471 de 2009. A MP tratava de benefícios fiscais.

Leia: 
Vídeo compara reação de Bolsonaro e outros presidentes em tragédias
 
Para o juiz Frederico Botelho de Barros Viana, responsável pela decisão, a investigação do MP não mostrou de maneira “convincente" como Lula teria participado de um contexto criminoso.
 
A acusação era de que Lula teria editado uma medida provisória para favorecer empresas do setor automotivo em troca de recebimento de propina. De acordo com o Ministério Público, R$ 6 milhões teriam sido prometidos pelos empresários para financiar campanhas do PT.

Os réus ligados às montadoras Caoa e MMC também foram absolvidos. 
 
Lula já havia se declarado inocente em diversas ocasiões onde foi questionado sobre o assunto. 

O próprio Ministério Público afirmou que não havia "robustos indícios de favorecimento privado” e nem evidências mínimas do suposto repasse de R$ 6 milhões para Lula ou Gilberto Carvalho.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade