Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Campêlo sobre falta de repasses para hospitais: 'Demanda era outra'

A falta de investimento em hospitais, de usinas de oxigênio e em municípios como o de Tabatinga, no Estado, foi questionada pelo senador Eduardo Braga


15/06/2021 14:43 - atualizado 15/06/2021 15:09

À mesa, ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campelo(foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
À mesa, ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campelo (foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, o ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, afirmou que os repasses de emendas feitas para o Estado para lidar com a pandemia poderiam ser aplicados para as demandas do Hospital Getúlio Vargas e do município de Tabatinga (AM).

A falta de investimento em hospitais, de usinas de oxigênio e em municípios como o de Tabatinga, no Estado, foi questionada pelo senador Eduardo Braga (MDB-AL), insatisfeito com as respostas de Campelo. O ex-secretário tentava justificar a falta de investimento realizados no sistema de saúde por uma série de questões burocráticas, que lhe isentavam de responsabilidade.

Incisivo, Braga questionou quantas usinas de oxigênio o governo do Estado comprou com os repasses para lidar com a crise. Após ser interrompido sucessivamente enquanto tentava se justificar, Braga afirmou que nenhuma usina de oxigênio foi comprada à pedido do Estado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade