Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

CPI da COVID marca depoimento de oito governadores

Os senadores, porém, ainda esperam uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode barrar o depoimento dos chefes de Executivos estaduais


08/06/2021 10:12 - atualizado 08/06/2021 14:33

(foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
(foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
A CPI da COVID marcou o depoimento de oito governadores, anunciou nesta terça-feira, 8, o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM). Os senadores, porém, ainda esperam uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode barrar o depoimento dos chefes de Executivos estaduais.

Leia: Acompanhe, ao vivo, o novo depoimento de Marcelo Queiroga na CPI da COVID

Na próxima quinta-feira, 10, está marcado o depoimento do governador do Amazonas, Wilson Lima. "Ele estará aqui, com certeza", disse Aziz. O colapso no sistema de saúde de Manaus no início deste ano está no escopo de investigação da comissão. Conforme o Estadão/Broadcast antecipou nesta segunda-feira, 7, o prazo de funcionamento da CPI e uma ação no STF podem levar o colegiado a ouvir apenas o governador do Amazonas, dispensando a convocação dos gestores de outros Estados.

Enquanto os senadores esperam a decisão do STF, a CPI marcou os depoimentos de oito governadores. Há requerimentos de convocação aprovados para nove. Apenas a audiência com o governador de Rondônia, Marcos Rocha, ainda não foi anunciada.

Calendário anunciado pela CPI da COVID

- 10/06: Wilson Lima (Amazonas)

- 29/06: Helder Barbalho (Pará)

- 30/06: Wellington Dias (Piauí)

- 01/07: Ibaneis Rocha (Distrito Federal)

- 02/07: Mauro Carlesse (Tocantins)

- 06/07: Carlos Moisés (Santa Catarina)

- 07/07: Antônio Denarium (Roraima)

- 08/08: Waldez Góes (Amapá)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade