UAI
Publicidade

Estado de Minas ÁGUA NA BOCA

Deputados de Minas admitem relevância cultural do doce de leite de Viçosa

Assembleia Legislativa aprovou, nesta quarta (19), projeto de lei que reconhece a importância do processo de produção da iguaria


19/05/2021 15:52 - atualizado 19/05/2021 16:28

Famoso doce viçosense, já considerado o melhor do país, caminha para receber nova honraria(foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press)
Famoso doce viçosense, já considerado o melhor do país, caminha para receber nova honraria (foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press)
Os deputados estaduais de Minas Gerais reconheceram, nesta quarta-feira (19/5), que o processo de produção do doce de leite de Viçosa, na Zona da Mata, é de relevante interesse cultural. O projeto de lei que dá o honroso título à iguaria recebeu o aval dos parlamentares em primeiro turno.

O texto, agora, segue para nova análise por parte da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa. Depois, ficará disponível para a votação final, em segundo turno.

O reconhecimento à sobremesa viçosense foi sugerido por Coronel Henrique, do PSL. O doce de leite é produzido por uma fundação gestada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).

O produto é eneacampeão do Concurso Nacional de Produtos Lácteos, promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e pelo Instituto de Laticínios Cândido Tostes.

O último dos títulos foi conquistado em 2016.

Ao pedir aos colegas o reconhecimento da relevância do doce, Coronel Henrique diz que a iguaria carrega consigo características como “a simbologia, a história, qualidade e tradição”.

Cataguases pode ser capital do audiovisual


Também em primeiro turno, os deputados estaduais aprovaram proposta que torna Cataguases, outra cidade da Zona da Mata mineira, Capital Estadual da Produção Audiovisual. O título foi proposto por Fernando Pacheco, do PV.

Osvaldo Lopes (PSD), por seu turno, apresentou texto que autoriza qualquer cidadão a ofertar água e alimentos a animais em situações de rua.

O projeto enquadra como responsável por “maus-tratos” pessoas que, eventualmente, impedirem a disponibilização de comida aos pets abandonados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade