Publicidade

Estado de Minas PROJETO COMPROVA

É falso: Doria e Lulinha não se associaram na compra da Coronavac

Postagem em rede social afirmava que filho do ex-presidente Lula era sócio da Sinovac e que ações foram compradas em troca de apoio político a Doria


07/05/2021 22:26 - atualizado 07/05/2021 23:11

Publicação que afirmava que João Doria e Fábio Luiz Lula da Silva eram sócios é falsa(foto: Divulgação/Projeto Comprova)
Publicação que afirmava que João Doria e Fábio Luiz Lula da Silva eram sócios é falsa (foto: Divulgação/Projeto Comprova)
Uma postagem no Facebook afirma que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e Fábio Luiz Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, se associaram na compra de doses da Coronavac. O conteúdo da publicação, no entanto, é falso, conforme checou o Projeto Comprova, formado por veículos de imprensa que verificam a veracidade das informações divulgadas na internet.

A publicação, que também circula pelo WhatsApp e por outras redes sociais, diz que João Doria e Fábio Luiz formaram uma sociedade pela Coronavac, desenvolvida pelo laboratório Sinovac, da China, em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

O conteúdo da postagem indica que Lulinha comprou 20% das ações da Sinovac por R$ 100 milhões em troca de apoio político a Doria.

A Sinovac, no entanto, está em um dos principais mercados de ações dos Estados Unidos, a Nasdaq. Para que façam parte da bolsa, empresas precisam seguir regras de transparência, principalmente em relação aos donos.

A lista consultada pelo Comprova mostra várias empresas proprietárias de ações da Sinovac, sem que aparecessem negócios brasileiros.

Polícia Federal


A publicação citou como fonte a Polícia Federal (PF). O autor chegou a escrever o que seria o número do inquérito, dizendo que a instituição estava investigando o caso.

A PF destacou ao Comprova que dados sobre operações estão disponíveis no site do órgão e qualquer informação que tenha partido de canais não oficiais é de responsabilidade de quem faz a divulgação.

Doria e Lula negam qualquer aliança e ainda criticam o que seria uma estratégia de adversários políticos.

Um dos usuários que fez a publicação foi procurado pelo Comprova, mas não houve retorno.

A postagem está em uma página de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade