Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Câmara de Divinópolis é fechada após 4 vereadores contraírem COVID

Prédio será submetido a desinfecção; Mesa Diretora avalia possibilidade de reuniões remotas


01/05/2021 07:50 - atualizado 01/05/2021 08:52

Câmara de Divinópolis ficará fechada durante toda a segunda-feira (3/5) para desinfecção(foto: Divulgação/Câmara de Divinópolis)
Câmara de Divinópolis ficará fechada durante toda a segunda-feira (3/5) para desinfecção (foto: Divulgação/Câmara de Divinópolis)
A Câmara Municipal de Divinópolis, região Centro-Oeste de Minas Gerais, será fechada nesta segunda-feira (3/5) para desinfecção. A decisão foi tomada pelo presidente da Casa, Eduardo Print Jr. (PSDB), em reunião às pressas com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) após quatro vereadores testarem positivo para COVID-19.

Além dos parlamentares, servidores também foram diagnosticados com a doença. A assessoria do Legislativo não falou em números nem em um possível surto. Os assessores que tiveram contato com os contaminados serão submetidos a testes. Outros parlamentares também decidiram fazer o exame, entre eles Lohanna França (Cidadania) e Ana Paula do Quintino (PCS).

Os vereadores, até o momento, apresentaram quadro leve da doença. Josafá Anderson (Cidadania) e Ademir Silva (MDB) foram os primeiros a ser diagnosticados e passam bem. Por último, Hilton de Aguiar (MDB) e Israel da Farmácia (PDT) testaram positivo. Todos deverão cumprir isolamento, conforme prescrição médica.

O prédio da Câmara, na Região Central, foi fechado às 17h desta sexta-feira (30/4) e permanecerá com os serviços suspensos até segunda (3/5). Nesse dia, todo o trabalho desenvolvido pelo órgão deverá ser realizado de forma remota, funcionando apenas de forma presencial o setor administrativo, deliberado pelo presidente. 

O presidente da Câmara vai se reunir no início da semana com secretário-geral Flávio Ramos e os procuradores para definir como será o funcionamento durante os próximos dias. A Mesa Diretora estuda a possibilidade reuniões remota.

“Ação que está em estudo quanto à legalidade das votações de forma online. Já na próxima semana uma nova resolução poderá permitir que as reuniões possam ser realizadas de forma online”, informou em nota.


Medidas preventivas


Em nota, o presidente informou que desde o início da gestão busca medidas barrar o ritmo de contágio no interior da câmara. Quinzenalmente, em parceria com a Vigilância Sanitária é realizado o processo de sanitização de todos os setores do órgão, incluindo o anexo, localizado no segundo andar do edifício Costa Rangel. 

Também foram comprados totens de álcool gel, distribuídos em pontos estratégicos e de fácil acesso em todas as dependências da Câmara.

Após o avanço da micro e microrregiões para a Onda Vermelha do programa Minas Consciente, a Mesa Diretora optou por, num período de testes, abrir a câmara entre 8h e 18h, intercalando os horários cumpridos pelos assessores parlamentares - dois por gabinete em dois turnos de trabalho. 

“Com o objetivo de dar maior espaçamento aos atendimentos, evitando assim aglomerações em seu interior, sem deixar a população desassistida”, informou.
A nota segue pedindo responsabilidade. “É importante que todos mantenham os protocolos sanitários, usando máscara, álcool em gel e evitando aglomerações”, diz o texto.

O presidente ainda recomendou aos servidores que permaneçam em casa nos próximos dias prevenindo qualquer tipo de contaminação.

*Amanda Quintiliano especial para o EM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade