Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

'Se Lula voltar pelo voto direto, auditável, tudo bem', diz Bolsonaro

Para Bolsonaro, os eleitores deveriam traçar uma comparação de seus ministros com os dos dois governo do petista


15/04/2021 22:19 - atualizado 15/04/2021 23:00

'Não está começando aqui a campanha para 22, mas, pela decisão do Supremo hoje, Lula é candidato', disse Bolsonaro(foto: AFP / EVARISTO SA)
'Não está começando aqui a campanha para 22, mas, pela decisão do Supremo hoje, Lula é candidato', disse Bolsonaro (foto: AFP / EVARISTO SA)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou, em transmissão ao vivo nesta quinta-feira, 15, sobre a decisão da maioria do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) de confirmar a declaração de falta de competência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anulando todas suas condenações no âmbito da Lava Jato e tornando-o, assim, elegível.

"Não está começando aqui a campanha para 22, mas, pela decisão do Supremo hoje, Lula é candidato", iniciou o chefe do Planalto. "Se Lula voltar pelo voto direto, voto auditável, tudo bem. Agora, veja qual vai ser o futuro do Brasil com o tipo de gente que vai trazer para dentro da Presidência. Se Lula for eleito, em março de 2023, ele vai escolher dois ministros para o STF", acrescentou.

Para Bolsonaro, os eleitores deveriam traçar uma comparação de seus ministros com os dos dois governo do petista e fazer um raciocínio para entender "qual o futuro de cada um" sob um eventual novo mandato de Lula na Presidência da República.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade