Publicidade

Estado de Minas TENSÃO

Mourão defende investigação de estados e municípios na CPI da COVID

Vice-presidente demonstrou alinhamento com posição de Bolsonaro, divulgada em áudio com o senador Jorge Kajuru neste domingo (11/4)


12/04/2021 11:01 - atualizado 12/04/2021 16:06

 Mourão avaliou também que os pedidos contra ministros do STF são
Mourão avaliou também que os pedidos contra ministros do STF são "uma prerrogativa que o Senado tem" (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O vice-presidente Hamilton Mourão avaliou nesta segunda-feira (12/4) que a CPI da COVID-19 também deve incluir em seu escopo de investigação ações adotadas pelos governos de estados e municípios durante a pandemia. Mourão também disse não ter visto problema na divulgação da conversa entre Bolsonaro e o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO).

"Como tá colocado ali, ela (CPI) tem dois aspectos, um é muito amplo: ações de combate à pandemia. Acho que tem que envolver, também, estados e municípios", afirmou Mourão em conversa co jornalistas na chegada à vice-presidência nesta manhã. O presidente Jair Bolsonaro tem criticado a CPI por focar apenas nas ações do governo federal. A inclusão de prefeitos e governadores no âmbito de apuração da CPI ainda divide os senadores.

"A conversa entre o presidente e o senador Kajuru não vejo nada demais, não passa disso aí, uma conversa", disse Mourão. Na gravação divulgada ontem, Bolsonaro afirmou ser preciso mudar o "objetivo da CPI" para investigar também governadores e prefeitos e não apenas ações do governo federal.

Bolsonaro sugeriu ainda que Senado analise pedidos de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Sobre o assunto, Mourão avaliou que os pedidos contra ministros da Corte são "uma prerrogativa que o Senado tem". O Senado tem hoje dez pedidos de investigação contra ministros do Supremo, seis deles são contra o ministro Alexandre de Moraes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade