Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Bolsonaro distorce fala de Merkel sobre cancelar lockdown na Alemanha

Presidente alegou que a chanceler alemã teria dito que os efeitos seriam mais graves que o vírus; recuo, no entanto, deveu-se à proximidade na decisão


25/03/2021 14:46 - atualizado 25/03/2021 15:17

Bolsonaro usou recuo na Alemanha para apoiar sua posição contrária ao lockdown na pademia(foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Bolsonaro usou recuo na Alemanha para apoiar sua posição contrária ao lockdown na pademia (foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (25/3) que a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, recuou da medida de lockdown anunciada dias antes porque sabia que os efeitos da decisão seriam mais graves que o próprio coronavírus. A declaração foi feita a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. “A Angela Merkel ia ter um ‘lockdown’ rigoroso lá e cancelou, pediu desculpas. Ela falou lá, segundo a imprensa, que os efeitos 'do fechar tudo' são muito mais graves do que os efeitos do vírus. Palavras dela”, apontou.

No entanto, o mandatário distorceu a fala de Merkel, que relatou que o ato deveu-se ao pouco tempo de implementação das medidas. "A ideia foi um erro. Havia boas razões para optar por ela, mas ela não pode ser implementada suficientemente bem nesse curto período de tempo", relatou à imprensa local. "Esse erro é somente meu". "Lamento profundamente e peço desculpas a todos os cidadãos", completou ela.

Bolsonaro não tem poupado críticas aos governadores e prefeitos que adotaram lockdown no país. No último dia 23, o ministro Marco Aurélio Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido do presidente para considerar ilegais decretos dos estados da Bahia, Rio Grande do Sul e Distrito Federal que ordenavam fechamento total do comércio e toque de recolher para combater a pandemia de COVID-19.

Na decisão, o magistrado relatou que "ao presidente da República cabe a liderança maior, a coordenação de esforços visando o bem-estar dos brasileiros".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade