Publicidade

Estado de Minas DEM

ACM Neto critica João Roma, seu aliado, por aceitar Ministério da Cidadania

Deputado baiano é o primeiro integrante do Republicanos a integrar o alto escalão do Palácio do Planalto


12/02/2021 21:02 - atualizado 12/02/2021 21:43

ACM Neto disse que João Roma não considerou a boa relação com ele ao aceitar ministério(foto: Reprodução/Facebook)
ACM Neto disse que João Roma não considerou a boa relação com ele ao aceitar ministério (foto: Reprodução/Facebook)
 
Ex-prefeito de Salvador e ex-deputado federal, o presidente do Democratas, Antônio Carlos Magalhães Neto, criticou o deputado João Roma (Republicanos-BA), seu aliado político e ex-funcionário de gabinete, por ter aceitado a chefia do Ministério da Cidadania.

confirmação de Roma como chefe da pasta ocorreu na tarde desta sexta-feira (12/2), depois de convite do presidente Jair Bolsonaro. A mudança foi publicada no Diário Oficial da União.
 
“Considero lamentável a aceitação, pelo deputado João Roma, do convite do Palácio do Planalto para assumir o Ministério da Cidadania. A decisão me surpreende porque desconsidera a relação política e a amizade pessoal que construímos ao longo de toda a vida”, publicou ACM Neto no Twitter.
 
 


O presidente do Democratas se tornou desafeto de Bolsonaro e até mesmo tentou convencer João Roma a não aceitar o ministério. Ele ameaçou a transformar o DEM em partido de oposição do governo federal, caso a nomeação ocorresse.

“Se a intenção do Palácio do Planalto é me intimidar, limitar a expressão das minhas opiniões ou reduzir as minhas críticas, serviu antes para reforçar a minha certeza de que me manter distante do governo federal é o caminho certo a ser trilhado, pelo bem do Brasil”, postou ACM Neto.

Pioneiro

 
Roma é o primeiro integrante do Republicanos a ocupar ministério do governo.

O partido faz parte do Centrão, grupo que se aproximou do presidente e ajudou nas eleições de Arthur Lira (Progressistas-AL) para a presidência da Câmara, e de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para o Senado – ambos foram apoiados por Bolsonaro.

Com a nomeação de João Roma para a Cidadania, o ex-chefe da pasta, Onyx Lorenzoni, se transferiu para Secretaria-Geral da Presidência.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade