Publicidade

Estado de Minas DISCORDÂNCIA

Zema: 'Governo federal não conduziu de forma adequada pandemia e vacinação'

Apesar de discordar do governo de Jair Bolsonaro nas decisões durante a crise da COVID-19. governador de Minas se opõe ao impeachment: 'Não vai resolver'


27/01/2021 21:40 - atualizado 27/01/2021 21:51

Zema disse que é opositor quanto uma abertura de processo de impeachment contra Bolsonaro(foto: Alan Santos/PR)
Zema disse que é opositor quanto uma abertura de processo de impeachment contra Bolsonaro (foto: Alan Santos/PR)
A gestão da pandemia da COVID-19 por parte do Governo Federal, bem como a condução da vacinação contra a doença no Brasil, não foram bem avaliados pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Apesar de ter reprovado algumas atitudes do Palácio do Planalto e do corpo ministerial de Jair Bolsonaro (sem partido), Zema se opôs ao impeachment do presidente.

Zema, que chegou a defender Bolsonaro em várias oportunidades, disse que não concorda com tudo o que o presidente faz. No entanto, o governador de Minas disse que não é com críticas públicas que os problemas serão resolvidos. Ele citou dois pontos de discordância com o governo federal: a gestão da pandemia da COVID-19 e a condução da vacinação contra a doença no país.

“Temos que trabalhar com inteligência, dialogar... Eu não concordo com tudo o que o presidente faz. Vejo que o Governo Federal não conduziu de forma adequada a pandemia, nem a questão da vacinação, agora não é mandando pedra nele que eu vou mudar ou resolver os problemas do estado”, disse Zema, em entrevista à Rádio 98FM nesta quarta-feira (27/01).

Mesmo com pontos de discordância com o Governo Federal, Romeu Zema afirmou que não é a favor de um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro. A abertura é defendida, inclusive, pelo ex-presidente do Partido Novo, João Amoedo. Zema lamentou que o correligionário seja favorável à medida.

"Não é o impeachment que vai corrigir os problemas do Brasil. O Brasil precisa de reformas. Estamos num avião que está apresentando problemas e não é tirar o piloto que vai resolver. Lamento que o partido [Novo] tenha tomado essa posição, mas ela não é a minha opinião", concluiu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade