Publicidade

Estado de Minas BRASÍLIA

Maia quer retorno de congressistas para discutir vacinas e crise em Manaus

Presidente da Câmara defende atividades de comissão mesmo em meio ao recesso; pandemia de COVID-19 é a preocupação


15/01/2021 16:19 - atualizado 15/01/2021 16:31

Presidente da Câmara quer retorno às atividades legislativas para debate de temas ligados ao coronavírus(foto: Evaristo Sá/AFP - 09/07/2019)
Presidente da Câmara quer retorno às atividades legislativas para debate de temas ligados ao coronavírus (foto: Evaristo Sá/AFP - 09/07/2019)
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer a convocação da Comissão Representativa do Congresso Nacional para tratar da crise humanitária em Manaus (AM), decorrente da falta de oxigênio nos hospitais, e também dos desdobramentos da vacinação contra a COVID-19 no Brasil. Nesta sexta-feira (15/01), ele afirmou que vai pedir ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que oficialize o chamado ao grupo de parlamentares.

A Comissão Representativa é o colegiado responsável por tratar, no Legislativo Federal, de assuntos importantes ocorridos durante o recesso parlamentar.

“É mais do que urgente que o Parlamento esteja de portas abertas, trabalhando para encontrar soluções para esta situação tão drástica e urgente. Não podemos nos omitir”, disse Maia, pelo Twitter.

“Vou encaminhar agora à tarde ao presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, um pedido de convocação da Comissão Representativa para que possamos discutir a tragédia que está acontecendo em Manaus e também todo processo que envolve a vacinação no país”, explicou o demista.



Internautas reagem


Durante a pandemia, Maia foi às redes sociais e aos microfones por diversas vezes para repudiar atitudes e falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nesta sexta, após o deputado comentar a crise em Manaus e a imunização, internautas pediram que o presidente da Câmara autorize a tramitação dos diversos pedidos de impeachment do presidente que estão sob seu guarda-chuva.

O mandato de Rodrigo Maia no comando da Câmara termina no próximo mês. Logo após o fim das férias dos parlamentares, eles vão definir a nova composição da Mesa Diretora.

O atual presidente do Parlamento é entusiasta da candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP). Bolsonaro, por seu turno, apoia o alagoano Arthur Lira (PP).

Nessa quinta (14), Maia teceu fortes críticas ao que chamou de “negacionismo” promovido por lideranças políticas. Ele é defensor da interrupção do recesso dos congressistas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade