Publicidade

Estado de Minas DECISÃO

Processo contra vereadora que agrediu colega em Elói Mendes é arquivado

Maria Léia Domingos Delfino (PV) poderia perder mandato por quebra de decoro parlamentar; agressão aconteceu durante sessão no fim de agosto


02/12/2020 16:47 - atualizado 02/12/2020 17:09

Vereador agredido mostra indignação com o caso(foto: Câmara Municipal de Elói Mendes/Reprodução)
Vereador agredido mostra indignação com o caso (foto: Câmara Municipal de Elói Mendes/Reprodução)
A comissão processante arquivou o processo contra a vereadora, Maria Léia Domingos Delfino (PV), que agrediu o colega, Silvério Rodrigo Fêlix (Solidariedade), durante uma sessão da Câmara Municipal de Elói Mendes, no Sul de Minas. O caso aconteceu no fim de agosto e, na época, a maioria dos vereadores tinha acatado o pedido da Mesa Diretora contra Léia por quebra de decoro parlamentar.

 

De acordo com a diretoria da Câmara Municipal, foram oito votos a favor do arquivamento e dois contra. “Entendo que para o prosseguimento do processo é necessário ainda apurar a conduta de outros vereadores envolvidos, acolho a defesa preliminar apresentado e sou pelo arquivamento do processo de cassação”, diz documento.

 

confusão aconteceu no dia 31 de agosto, quando Silvério fez denúncias de possíveis atos de improbidade administrativa envolvendo o prefeito Paulo Roberto Bellato, do mesmo partido da vereadora. A situação ficou tensa no plenário e o vereador foi agredido com um tapa nas costas.

 

Por telefone, o vereador Silvério mostrou indignação com o caso. “Eu achei uma injustiça e falta de caráter dos vereadores que votaram pelo arquivamento do processo. Isso mostra fraqueza imoral. Sendo que o motivo da agressão foi o aumento de salário do prefeito sem passar pela Câmara. Simplesmente isso”, afirma.

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade