Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Eleições 2020: João Campos (PSB) vence Marília Arraes (PT) e é eleito prefeito do Recife

Candidato do PSB sai vitorioso de campanha marcada por acusações, disputas judiciais, desentendimentos familiares e racha entre partidos ligados à esquerda


29/11/2020 18:44 - atualizado 29/11/2020 19:04

João Campos foi eleito prefeito de Recife(foto: Divulgação)
João Campos foi eleito prefeito de Recife (foto: Divulgação)
Aos 27 anos, João Campos (PSB) superou Marília Arraes (PT) numa acirrada disputa no segundo turno deste domingo (29) e foi eleito prefeito do Recife. O candidato da situação sai vitorioso de uma campanha marcada por acusações, disputas judiciais, desentendimentos familiares e um ‘racha’ entre partidos ligados à esquerda.
 
 
Herdeiros do ex-governador Miguel Arraes - ícone democrático de Pernambuco -, Marília (neta) e João (bisneto) são primos de segundo grau. Os deputados federais protagonizaram um segundo turno com episódios de machismo, disseminação de fake news - que acabou na Justiça - e acusações das mais diversas.

A disputa ainda ocasionou uma fratura entre partidos de esquerda. Filho do ex-governador Eduardo Campos (morto em 2014 num acidente aéreo durante a campanha presidencial), João Campos formou chapa com Isabella de Roldão (PDT). Eles representaram a manutenção do PSB, que administra a cidade, com Geraldo Júlio, e o estado, com Paulo Câmara.

Já Marília Arraes, que no início da trajetória política integrou o PSB do avô, liderou chapa com o advogado João Arnaldo (Psol). Ao longo da campanha, apoiaram-se na imagem do ex-presidente Lula (PT), bastante popular no Recife.

Quem é João Campos?

João Henrique de Andrade Lima Campos nasceu no Recife, em 26 de novembro de 1993 (27 anos), e se formou em engenharia civil pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Bisneto de Miguel Arraes, neto de Ana Arraes (ex-deputada federal) e filho de Eduardo Campos, iniciou a trajetória política em 2013 ao se filiar ao PSB, partido do bisavô e do pai.

Em 2016, assumiu o cargo de chefe de gabinete do governador Paulo Câmara. Em 2018, concorreu pela primeira vez a um cargo público e se elegeu deputado federal, com 460.637 votos - maior número da história de Pernambuco.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade