Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

SP: pesquisa aponta Covas com mais de 61% dos votos válidos em disputa contra Boulos

Filiado ao PSDB, prefeito tenta a reeleição; oponente representa o Psol na corrida eleitoral


17/11/2020 18:17

Em busca da reeleição, Bruno Covas (foto) disputa segundo turno contra Guilherme Boulos.(foto: Nelson Almeida/AFP)
Em busca da reeleição, Bruno Covas (foto) disputa segundo turno contra Guilherme Boulos. (foto: Nelson Almeida/AFP)
O Instituto Paraná Pesquisas divulgou, nesta terça-feira, pesquisa eleitoral sobre o segundo turno da eleição municipal na cidade de São Paulo. Segundo o levantamento, o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), tem 61,5% dos votos válidos. Guilherme Boulos, do Psol, possui 38,5%.

Considerando indecisos e potenciais votos nulos, o tucano dispõe de 50,3% das intenções de voto, contra 31,5% do pessolista. Brancos e nulos, por sua vez, correspondem a 12,4% do eleitorado. Há, ainda, 5,8% de pessoas indecisas ou que não quiseram responder.

Ainda conforme a pesquisa, 47,9% dos paulistanos dizem não votar em Boulos de forma alguma. Esse índice, no que tange ao candidato do PSDB, é de 34,7%. O percentual é o mesmo dos que afirmam escolher Covas sem sombra de dúvidas. Outros 20,5% afirmam, com toda certeza, votar no postulante do Psol.

Há, ainda, 27,6% que cogitam votar em Boulos, mas não fecharam questão, e 29% que aventam apoiar Covas.

Clique aqui para saber como foi o primeiro debate do segundo turno paulistano.

A eleição em SP


No primeiro turno, Bruno Covas obteve 1.754.013 votos, o que representou 32,85% das manifestações válidas. Guilherme Boulos conseguiu 20,24% — foi escolhido por 1.080.736 habitantes da capital paulista.

A chapa encabeçada pelo PSDB conta com o MDB, que indicou o vereador Ricardo Nunes para o posto de vice-candidato. Compõem o grupo, ainda, PP, Podemos, PSC, Cidadania, Democratas, PL, PTC, PV e Pros.

A parceira de Boulos, por sua vez, é a deputada federal Luiza Erundina, também do Psol. Unidade Popular (UP) e PCB formam a coligação.

A pesquisa


Para construir o levantamento, o Instituto Paraná entrevistou 1 mil eleitores entre essa segunda (16) e esta terça. A margem de erro é de, aproximadamente, três pontos percentuais. O nível de confiança, por sua vez, é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código SP-09859/2020.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade