Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Ex-prefeito de BH, Sérgio Ferrara morre aos 87 anos

Ferrara também foi vereador da capital mineira, deputado estadual e deputado federal


31/10/2020 10:56 - atualizado 31/10/2020 15:03

Sérgio Ferrara em entrevista ao Estado de Minas no ano de 2012(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A. Press)
Sérgio Ferrara em entrevista ao Estado de Minas no ano de 2012 (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A. Press)
Prefeito de Belo Horizonte entre 1986 e 1988, Sérgio Ferrara morreu na manhã deste sábado, aos 87 anos. Segundo um homem que trabalhava como cuidador de Ferrara, ouvido pelo Estado de Minas, o ex-político sofreu um infarto fulminante em casa, na capital mineira.
 
A família ainda irá disponibilizar informações sobre o velório. Ainda de acordo com o cuidador de idosos ouvido pela reportagem, Ferrara sofria de problemas respiratórios.
 
Filiado ao MDB, Sérgio Ferrara foi o primeiro prefeito de BH após a redemocratização do Brasil, com o fim da Ditadura Militar. Em 1985, ele venceu Maurício Campos (PPL) nas eleições e permaneceu no cargo até o fim de 1988. Ele foi sucedido por Pimenta da Veiga (PSDB), que venceu Virgílio Guimarães (PT)  e Álvaro Antônio (PMDB) nesse pleito.
 
Antes de ingressar na carreira política, Ferrara se formou em Contabilidade e Direito, mas também trabalhou com veículos de comunicação, como jornal O Diário e Rádio Inconfidência. Ele chegou a atuar até como repórter, comentarista e cronista, especialmente ligado à área do esporte.

Sérgio Ferrara também ficou conhecido pela atuação em transmissões esportivas(foto: Eugenio Poccelli Moreira/EM/D. A. Press)
Sérgio Ferrara também ficou conhecido pela atuação em transmissões esportivas (foto: Eugenio Poccelli Moreira/EM/D. A. Press)
Após se filiar ao MDB, Ferrara deu os primeiros passos na longa carreira política como vereador de BH, cidade onde nasceu, a partir de 1970. Ele permaneceu no Legislativo municipal até 1975, quando passou a atuar como deputado estadual de Minas Gerais.
 
Sérgio Ferrara foi deputado estadual de 1976 a 1979. Nos anos 1980, antes de eleito prefeito de BH, o político do MDB foi deputado federal até ocupar o cargo na prefeitura. 

Enquanto prefeito de BH, Ferrara também foi vice-presidente da Associação Brasileira dos Prefeitos das Capitais. Ele tentou assumir o Executivo belo-horizontino novamente em 1992, mas não venceu. Naquele ano, Patrus Ananias (PT) foi eleito.

Contudo, desde 1991, Ferrara era suplente na Câmara dos Deputados. Contudo, de janeiro de 1993 a março de 1994, ele atuou como efetivo, por causa do afastamento do deputado federal Bonifácio de Andrada (Democratas). Em 1995, ele também atuou como parlamentar da Câmara Federal, mas somente por 12 dias, após o falecimento de Pedro Tassis (MDB).

Ferrara em 1986, durante a posse como prefeito de BH(foto: Sidney Lopes/EM/D. A. Press)
Ferrara em 1986, durante a posse como prefeito de BH (foto: Sidney Lopes/EM/D. A. Press)
Ferrara também tem história pelo PDT e pensou em se se candidatar a senador pelo partido nas eleições de 1998. Ele recuou, desistiu da disputa e, desde então, se afastou da vida política.

A menção mais próxima de Ferrara à política recentemente foi com um de seus três filhos, que levava o nome do pai. Sérgio Ferrara Filho foi vereador de BH de 1997 a 2008, ano em que faleceu devido a complicações cirúrgicas.
 
Homenagens e lembranças
 
A Câmara Municipal de BH, local onde Ferrara deu os primeiros passos como político, se manifestou sobre a morte do ex-vereador. Em nota, o Legislativo municipal destacou o trabalho do político para as populações de baixa renda.
 
"A Câmara Municipal de Belo Horizonte lamenta a morte do ex-prefeito da capital, Sérgio Ferrara, que iniciou sua trajetória política como vereador de BH, membro da Sétima (1971/73) e da Oitava Legislaturas (1973/75), pelo MDB, partido de oposição ao Regime Militar. No cenário nacional, como deputado federal, lutou por eleições diretas para presidente da República. Na gestão da cidade, foi marcante seu trabalho pela urbanização de favelas e pela saúde da população de baixa renda. Aos familiares e amigos, nossa solidariedade".
 
O meio esportivo também sentiu a perda de Ferrara. Um dos principais narradores e jornalistas de Minas Gerais, Alberto Rodrigues, atualmente na Rádio Itatiaia, lamentou a morte do amigo.
 
"O meu pesar pelo falecimento do amigo Sérgio Ferrara, o comentarista que você gosta de ouvir. Foi vereador, deputado e prefeito de BH. Um grande marco na história política e desportiva de Minas", escreveu o "Vibrante".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade