Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Tecnologia e foco na prevenção: as ideias de Marcelo Souza e Silva para a saúde em BH

Candidato à prefeitura da capital concedeu entrevista nesta sexta-feira, ao Jornal da Alterosa


30/10/2020 20:23 - atualizado 31/10/2020 00:27

Marcelo Souza e Silva quer estabelecer diálogo com o presidente Jair Bolsonaro e o governador Romeu Zema(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Marcelo Souza e Silva quer estabelecer diálogo com o presidente Jair Bolsonaro e o governador Romeu Zema (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)

Candidato a prefeito de Belo Horizonte pelo Patriota, Marcelo Souza e Silva aposta na tecnologia como forma de dirimir problemas que afetam o sistema público de saúde. Em entrevista ao Jornal da Alterosa, nesta sexta-feira (30), ele falou sobre a possibilidade de utilizar mecanismos virtuais para organizar filas de espera por consultas e exames especializados.

Foco, também, no aprimoramento da rede de atenção preventiva.

"(É preciso melhorar) o programa saúde da família, para que essas pessoas sejam atendidas mais em casa, evitando a busca indevida por atendimentos em unidades de saúde", pontuou.

Marcelo projeta, ainda, estabelecer parcerias com hospitais filantrópicos.

Parcerias com Zema e Bolsonaro


O candidato quer estabelecer diálogo com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador Romeu Zema (Novo).

Um dos objetivos é a construção de força-tarefa em prol de intervenções que possam diminuir o sofrimento trazido pelos temporais.

"Precisamos cuidar e buscar recursos junto aos governos federal e estadual, a organismos internacionais e, até mesmo, à iniciativa privada", afirmou.

Por ora, Marcelo pretende defender soluções paliativas, como bueiros que impeçam a descida de sujeiras aos dutos que carregam a água das chuvas.

Embora liste, em seu plano de governo, obras como corredores de ônibus nas avenidas Amazonas e Pedro II, o presidente licenciado da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH) deseja trabalhar por recursos para a ampliação do metrô.

"Temos que buscar, junto aos governo federal e estadual, (a linha 2 do) metrô para Belo Horizonte, para termos os modais trabalhando em conjunto, dando mais conforto e segurança aos usuários, além de um preço mais justo", disse.

 

As entrevistas

De quinta (22) até o próximo dia 12, o Jornal da Alterosa promove, em dias úteis, entrevistas de cinco minutos com os candidatos a prefeito de Belo Horizonte. O noticiário vai ao ar às 19h15. Antes de participar do programa televisivo, Marcelo foi sabatinado por jornalistas do Estado de Minas

As matérias sobre a entrevista ao EM serão publicados neste sábado, na internet. No domingo, a edição impressa trará um resumo dos principais pontos abordados durante a conversa. 

Fabiano Cazeca (Pros), Rodrigo Paiva (Novo), Nilmário Miranda (PT), Bruno Engler (PRTB), Áurea Carolina (Psol) e Cabo Washington Xavier (PMB) também já foram sabatinados.

Kalil deverá ser reeleito em primeiro turno(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Kalil deverá ser reeleito em primeiro turno (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
O candidato Alexandre Kalil (PSD) continua líder isolado na corrida eleitoral em Belo Horizonte. De acordo com a segunda pesquisa Ibope, divulgada na noite desta quinta-feira (29), o atual prefeito da capital mineira cresceu quatro pontos percentuais em relação ao primeiro levantamento e, agora, tem 63% das intenções de voto. O mandatário deverá ser reeleito em primeiro turno, já que tem 55 pontos percentuais a mais do que o segundo colocado, João Vitor Xavier (Cidadania), lembrado por 8% dos entrevistados.
 
A disputa segue acirrada pelo segundo lugar. Como a pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos, Áurea Carolina (PSOL) aparece tecnicamente empatada com João Vitor Xavier. Com relação à última pesquisa, Áurea passou de 2% para 5%. O terceiro colocado é Bruno Engler (PRTB), que foi de 2% para 3%.
 
Nilmário Miranda (PT) aparece com 2% das intenções de voto. Rodrigo Paiva (Novo), Cabo Xavier (PMB) e Luisa Barreto (PSDB) têm 1% cada. Brancos e nulos chegam a 9%. Não sabem ou não responderam, 6%.
 
Ainda na segunda pesquisa Ibope, Lafayette Andrada (Republicanos), Marília Domingues (PCO), Professor Wendel Mesquita (Solidariedade), Fabiano Cazeca (PROS), Wanderson Rocha (PSTU), Marcelo Souza e Silva (Patriota) e Wadson Ribeiro (PCdoB) tiveram menos de 1% cada.
 
O Ibope também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. O mais rejeitado em Belo Horizonte é o candidato Nilmário Miranda (PT), com 25%. João Vitor Xavier é o segundo na lista com 17%. Em seguida aparecem: Cavo Xavier (PMB), 16%. Alexandre Kalil (PSD), 15%. Lafayette Andrada (Republicanos), 11%. Rodrigo Paiva (Novo), 10%. Áurea Carolina (Psol), Bruno Engler (PRTB), e Luisa Barreto (PSDB) com 9%. 
 
Foram ouvidos 1001 eleitores de Belo Horizonte entre os dias 26 e 29 de outubro. O nível de confiança da pesquisa Ibope é de 95%. 
 
Número de identificação na Justiça Eleitoral: registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais sob o protocolo Nº MG-08893/2020 
 

Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade