Publicidade

Estado de Minas VISITA AO MARANHÃO

Flávio Dino sobre piada homofóbica de Bolsonaro: 'Será processado'

Durante visita ao Maranhão, o presidente disse que teria 'virado boiola, igual maranhense' ao experimentar Guaraná Jesus. A bebida tem a cor rosa


29/10/2020 17:15 - atualizado 29/10/2020 17:39

Flávio Dino e Jair Bolsonaro(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Flávio Dino e Jair Bolsonaro (foto: Redes Sociais/Reprodução)
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou as redes sociais nesta quinta-feira (29) para informar que vai processar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Durante visita ao estado, o presidente fez uma piada homofóbica envolvendo maranhenses.

“Bolsonaro veio ao Maranhão com sua habitual falta de educação e decoro. Fez piada sem graça com uma de nossas tradicionais marcas empresariais: o guaraná Jesus. E o mais grave: usou dinheiro público para propaganda política. Será processado”, escreveu o governador.
 
 

Mais cedo, Dino tinha divulgado um vídeo criticando "visitantes mal-educados". 

“O Brasil está precisando de energia patriótica. Vamos todos, hoje à noite, comemorar essas conquistas tomando Guaraná Jesus, o guaraná do povo do Maranhão. É uma coisa boa, a gente serve aqui para os visitantes. Até aos visitantes mal-educados a gente serve”, disse.

‘Virei boiola’

Durante visita oficial ao Maranhão, o presidente fez uma piada homofóbica. Ao se encaminhar para o segundo compromisso do dia, o presidente brincou ao tomar um copo de guaraná Jesus. A bebida tem a cor rosa. "Agora eu virei boiola. Igual maranhense, é isso?”, disse. 

"Guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí. Quem toma esse guaraná aqui vira maranhense", brincou.

Minutos depois, o presidente insistiu na brincadeira. “Guaraná cor-de-rosa do Maranhão, f*eu, f*eu. É boiolagem, isso aqui.”
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade