Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÃO EM BH

Rodrigo Paiva aposta em reforma administrativa para diminuir impostos e gerar empregos

Candidato do Novo quer cortar secretarias municipais para dar fôlego aos cofres públicos da capital


24/10/2020 08:00 - atualizado 25/10/2020 12:19

Paiva diz querer tornar BH uma cidade 'amiga do empreendedor'.(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Paiva diz querer tornar BH uma cidade 'amiga do empreendedor'. (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Candidato a prefeito de Belo Horizonte, Rodrigo Paiva (Novo) tem a geração de empregos como prioridade. Para aumentar o número de postos de trabalho, o concorrente tem uma estratégia clara: enxugar a máquina pública, utilizar a verba economizada para diminuir impostos e, assim, criar novas vagas.

“Depois da pandemia, estamos vivendo momento crítico, com o fim do auxílio e das bolsas. Vamos fazer uma reforma administrativa, reduzir o número de secretarias e enxugar o estado. Toda economia que eu obtiver será transferida para a redução de impostos. E, reduzindo impostos, vamos reverter o que tem acontecido na cidade, que é a perda de empregos, renda e empresas”, explicou, em entrevista exclusiva ao Estado de Minas.

Paiva diz querer tornar BH uma cidade “amiga do empreendedor”. Ele pretende, gradualmente, diminuir os percentuais do Imposto Sobre Serviços (ISS), que incide em atividades prestadas por empresas e autônomos. “Hoje, se você for abrir uma empresa, o ISS é 5%, enquanto em uma cidade vizinha é 2%”, exemplificou.

Novo projeta cortar quatro secretarias

Hoje, há 14 secretarias sob o guarda-chuva do prefeito Alexandre Kalil (PSD). Paiva pretende ter 10 pastas, unificando áreas como Esporte e Educação.

“Queremos, no turno, as disciplinas regulares e, no contraturno, esportes como vôlei, futebol e basquete. Buscamos iniciativas com a iniciativa privada e clubes sociais, que se mostraram interessados”, assegurou.

Inspiração no governo Zema

O postulante do Novo se espelha na reforma administrativa promovida pelo governador Romeu Zema, seu colega de partido. Até ser oficializado como candidato, ele foi diretor-presidente da Companhia de Tecnologia do Estado de Minas Gerais (Prodemge).

“A solução do atual governo foi aumentar a tributação.Isso (enxugamento da máquina) foi feito no estado, e houve economia de R$ 1 bilhão. Vamos criar uma agência de atração de investimentos, como no governo do estado”, completou, afirmando que a administração mineira “bateu recorde em atração de investimentos”. 
 
 

As entrevistas

De quinta (22) até o próximo dia 12, o Jornal da Alterosa promove, em dias úteis, entrevistas de cinco minutos com os candidatos a prefeito de Belo Horizonte. O noticiário vai ao ar às 19h15. Antes de participar do programa televisivo, Paiva foi sabatinado por jornalistas do Estado de Minas

As matérias sobre a entrevista ao EM serão publicadas ao longo deste sábado, na internet. No domingo, a edição impressa trará um resumo dos principais pontos abordados durante a conversa.
 

Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade