Publicidade

Estado de Minas IDEIAS PARA BH

Estado de Minas inicia sabatina com candidatos à Prefeitura de BH; Fabiano Cazeca abre série

Entrevistas com os 15 participantes da corrida eleitoral vão até o dia 12 de novembro


22/10/2020 04:00 - atualizado 22/10/2020 07:28

Candidatos em BH participarão de entrevistas promovidas pelos Diários Associados.(foto: Jair Amaral/EM/D.A. Press)
Candidatos em BH participarão de entrevistas promovidas pelos Diários Associados. (foto: Jair Amaral/EM/D.A. Press)
Os Diários Associados iniciam, nesta quinta-feira, uma série de sabatinas com os 15 candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte. Diariamente, entrevistas de cinco minutos, ao vivo, serão veiculadas no Jornal da Alterosa, que começa às 19h15, na afiliada do SBT.

Os concorrentes serão sabatinados, também, por jornalistas do Estado de Minas e do Portal Uai. O conteúdo assinado pelos repórteres do EM será publicado no site do jornal ao longo do dia seguinte à entrevista, em diversas matérias. Na edição impressa do segundo dia após a sabatina, as principais perguntas e respostas serão reproduzidas. A ordem foi definida por sorteio. Hoje, é a vez do empresário Fabiano Cazeca (Pros).

As sabatinas feitas pelo Jornal da Alterosa não terão prorrogação de tempo. Após os cinco minutos, o microfone do candidato será cortado. As entrevistas se encerram em 12 de novembro, três dias antes do primeiro turno. Não haverá encontros aos fins de semana e no feriado de 2 de novembro. Por conta da pandemia do novo coronavírus, cada concorrente à prefeitura poderá estar acompanhado de, no máximo, quatro assessores, devidamente paramentados com máscara. No estúdio, apenas o candidato poderá ficar sem o acessório, desde que esteja a 3 metros dos jornalistas.

O sorteio que definiu a ordem de entrevistados ocorreu no último dia 2, na sede dos Diários Associados. Depois de Cazeca, Rodrigo Paiva (Novo) vai encarar os microfones. Na segunda (23), o petista Nilmário Miranda será sabatinado. A segunda semana terá, ainda, Bruno Engler (PRTB), Áurea Carolina (Psol), Cabo Washington Xavier (PMB) e Marcelo Souza e Silva (Patriota).

Na semana aberta pelo feriado de Finados, a série começa no dia 3 (terça), com Wadson Ribeiro, do PCdoB. Vice-líder da corrida eleitoral segundo a mais recente pesquisa do Ibope, João Vítor Xavier (Cidadania) será entrevistado um dia antes de Alexandre Kalil (PSD). Depois deles, vem Professor Wendel Mesquita (Solidariedade).

Entre os dias 9 e 11 de novembro, os Diários Associados receberão, respectivamente, Wanderson Rocha (PSTU), Marília Domingues (PCO) e Lafayette Andrada (Republicanos). A última postulante a participar será Luisa Barreto (PSDB), no dia 12.

Diante das limitações provocadas pela pandemia, os candidatos tentam atingir os eleitores pelas redes sociais e, também, por meio das mídias tradicionais. Vitor Colares, assessor de Alexandre Kalil, destaca que a entrevista será essencial para que a população possa avaliar a gestão do atual prefeito e conhecer novas propostas.

“É uma campanha muito diferente, sem muitos eventos. A gente acha que essas entrevistas em profundidade são muito importantes para que o eleitor tome consciência do que foi feito na cidade, do que deixou de fazer por algum motivo, para que possamos discutir os problemas e soluções. Isso é fundamental nas democracias. A oportunidade que os Diários Associados nos dão, de apresentar melhor todas as candidaturas, é importante".

Na visão de Marcello Oliveira, assessor do candidato Marcelo de Souza e Silva (Patriotas), as entrevistas vão substituir as tradicionais campanhas feitas em locais públicos, reduzidas em virtude da pandemia. “Não existe eleição democrática e bem feita sem o espaço dado pela mídia, da forma como os Diários Associados estão nos dando”.

Representante do candidato João Vítor Xavier, Wederson Siqueira também valoriza a contribuição dos Diários Associados na busca pela democracia: “A Alterosa mantém sua característica de respeito pela democracia, dando oportunidade para os candidatos mostrarem suas propostas e conscientizarem a população”, crê. 

 

Ordem de entrevistas — definida por sorteio

  • 22/10 (quinta): Fabiano Cazeca (Pros)
  • 23/10 (sexta): Rodrigo Paiva (Novo)
  • 26/10 (segunda): Nilmário Miranda (PT)
  • 27/10 (terça): Bruno Engler (PRTB)
  • 28/10 (quarta): Áurea Carolina (Psol)
  • 29/10 (quinta): Cabo Washington Xavier (PMB)
  • 30/10 (sexta): Marcelo Souza e Silva (Patriota)
  • 3/11 (terça): Wadson Ribeiro (PCdoB)
  • 4/11 (quarta): João Vítor Xavier (Cidadania)
  • 5/11 (quinta): Alexandre Kalil (PSD)
  • 6/11 (sexta): Professor Wendel Mesquita (Solidariedade)
  • 9/11 (segunda): Wanderson Rocha (PSTU)
  • 10/11 (terça): Marília Domingues (PCO)
  • 11/11 (quarta): Lafayette Andrada (Republicanos)
  • 12/11 (quinta): Luisa Barreto (PSDB)

    Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
    Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

    Eleições 2020: como votar, datas e horários

    O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

    Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

    O que muda nas eleições 2020?

    Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


    Como justificar o voto nas eleições 2020?

    Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
    • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

    • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

    • A justificativa também poderá ser feita no aplicativo e-Título.

    Eleições 2020 em Belo Horizonte

    Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



    Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

    Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.



    Ver galeria . 15 Fotos Alexandre Kalil (PSD) busca a reeleição. Seu vice - e colega de partido - é Fuad Noman. A coligação tem, ainda, Rede, MDB, PP, PV, PDT, Avante e DC. Leandro Couri/EM/D.A Press
    Alexandre Kalil (PSD) busca a reeleição. Seu vice - e colega de partido - é Fuad Noman. A coligação tem, ainda, Rede, MDB, PP, PV, PDT, Avante e DC. (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press )


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade