Publicidade

Estado de Minas POST RACISTA

Bia Kicis: 'Não sou racista, quem me conhece sabe'

A deputada federal foi acusada de ser racista após fazer uma piada com 'blackface'


28/09/2020 16:09 - atualizado 28/09/2020 17:10

Bia Kicis (PSL)(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Bia Kicis (PSL) (foto: Agência Brasil/Reprodução)
A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) usou as redes sociais nesta segunda-feira (28) para se defender após acusações de racismo. Bia sofreu ataques após publicar uma imagem com contéudo racista para criticar o processo seletivo exclusivo para negros da empresa Magazine Luiza. 

Na foto, ela faz referência à prática de “blackface” em tom de ironia ao fazer uma piada com ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

“Não sou racista e quem me conhece sabe disso. Fiz uma crítica a dois ex-ministros que traíram o presidente Jair Bolsonaro e em descrédito, fazem de tudo para retornar ao jogo político. Se ofendi alguém, peço desculpas”, escreveu a deputada.

Na publicação, Moro e Mandetta aparecem em uma montagem, com a pele pintada de preto, acompanhados da frase "não está fácil para ninguém".

 “Cuidado, se você consegue enxergar racismo nesse post ao invés de vê-lo na atitude da Magazine Luiza, o estrago do ensino aos moldes de Paulo Freire pode ter sido muito grande na sua capacidade de interpretar textos e de compreender a vida”, postou Kicis.

Resposta

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reagiu à montagem. Procurado pelo Estadão, Mandetta declarou, por meio de mensagem: “Racista nauseabunda. Chula. Pequena. Inútil. Abjeta. RACISTA!!!!!”. Depois, por telefone, afirmou que lamenta profundamente ver um parlamentar se prestar a esse tipo de provocação.

“É triste ver isso. Para mim, não ofende em nada ser caracterizado como negro. Muito pelo contrário. Sou totalmente favorável à campanha da Magazine Luiza. Já era fã da dona Luiza e seria, com orgulho, um garoto propaganda de sua loja”, disse Mandetta.

Blackface 

A prática de blackface é considerada racista por cientistas e historiadores. Isso porque a pintura faz referência ao século 19, quando negros eram interpretados por atores brancos, que faziam a pintura para interpretá-los.

Além de representados por brancos, os negros eram ridicularizadas para o entretenimento. Estereótipos negativos vinham associados a piadas, principalmente nos Estados Unidos e na Europa.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade