Publicidade

Estado de Minas SILÊNCIO

Em 1ª live após revelação de depósitos de Queiroz a Michelle, Bolsonaro ignora assunto

Na semana passada, a imprensa noticiou que o ex-assessor e sua mulher depositaram R$89 mil nas contas da primeira dama


13/08/2020 20:25 - atualizado 13/08/2020 22:01

Presidente Jair Bolsonaro e primeira dama Michelle(foto: Alan Santos/PR)
Presidente Jair Bolsonaro e primeira dama Michelle (foto: Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta quinta-feira, seu primeiro pronunciamento pelas redes sociais após a divulgação de que seu amigo Fabrício Queiroz depositou R$89 mil na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro.


A história veio à tona após matéria divulgada pela revista Crusoé, na última sexta-feira (7). A publicação revelou que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, e sua mulher, Márcia Aguiar, depositaram diversos cheques na conta bancária de Michelle Bolsonaro.

O nome da primeira-dama apareceu nas investigações pela primeira vez em dezembro de 2018, quando o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou movimentações suspeitas nas contas de Flávio Bolsonaro e Queiroz. À época, um relatório mostrou que o ex-assessor havia depositado R$24 mil na conta de Michelle Bolsonaro.

Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro disse as movimentações seriam para pagar um empréstimo que havia feito a Queiroz. “Não foi por uma, foi por duas vezes que o Queiroz teve dívida comigo e me pagou com cheques. E não veio para a minha conta esse cheque, porque simplesmente eu deixei no Rio de Janeiro. Não estaria na minha conta. E não foram R$ 24 mil; foi R$ 40 mil”.

Entretanto, o montante envolvido é bem superior ao declarado por Bolsonaro. De acordo com a Crusoé, Queiroz depositou pelo menos 21 cheques para Michelle Bolsonaro, entre 2011 e 2016, totalizando R$72 mil. O jornal Folha de S.Paulo e o portal G1 noticiaram que a mulher de Queiroz, também depositou vários cheques para Michelle, no valor total de R$ 17 mil.

Nos extratos bancários de Fabricio Queiroz não constam depósitos de Jair Bolsonaro que comprovassem o alegado empréstimo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade